SURFANDO NOS VENTOS DO ESPÍRITO SANTO


E, passando pela Frígia e pela província da Galácia, foram impedidos pelo Espírito Santo de anunciar a palavra na Ásia. E, quando chegaram a Mísia, intentavam ir para Bitínia, mas o Espírito não lho permitiu. E, tendo passado por Mísia, desceram a Trôade. E Paulo teve de noite uma visão, em que se apresentou um homem da Macedônia, e lhe rogou, dizendo: Passa à Macedônia, e ajuda-nos. E, logo depois desta visão, procuramos partir para a Macedônia, concluindo que o Senhor nos chamava para lhes anunciarmos o evangelho.”

Atos 16:6-10

 

Implantação e Revitalização de igrejas, julgo ser esse um tema extremamente cativante e que nos traz sempre muitas pergunta, como por exemplo:

  • Existe uma fórmula de crescimento rápido de igrejas?
  • Existe algo que eu possa fazer para melhorar meu ministério e fazer a obra de minhas mãos crescer até chegar à multidões?moral cristã
  • Por que as igrejas que pastoreio não crescem como eu gostaria?
  • Por que alguns colegas sempre estão crescendo e parece que Deus sempre os está abençoando?

Creio que são dúvidas e inquirições que passam em nosso pensamento, nos levando, em alguns casos até à frustação, sentimentos de derrota e a reavaliação do nosso chamado pastoral.

Quero compartilhar com vocês algumas experiências de leitura bíblica que tive no decorrer de minha vida ministerial, e também de algumas experiência empírica (prática pastoral), sobre o crescimento de igreja e a formação de uma liderança segundo os padrões bíblicos.

Nesses 26 anos de ministério como pastor Wesleyano, pastoreei 5 igrejas distintas.  Uma delas, por 14 anos. Todas elas são igrejas no Norte do país. Nesse tempo tive oportunidade de formar mais de uma dezenas de pastores e muitos líderes. Abrimos aproximadamente 10 igrejas. Se você me perguntar o método que utilizei, não saberia responder exatamente, mas falarei com certeza sobre o que movia no meio interior, na abertura de cada igreja e da alegria, quando víamos um povo ali reunido, sedento e cheios de expectativa que mais uma alma preciosa fosse acrescentada ali.

Não tenho métodos, mas vivi confiantemente e intensamente cada nova oportunidade que se abria.

É sobre essa questão que quero pensar com os irmãos. Espero contribuir para ampliação da visão na área.

Certa feita uma irmã me chamou e disse que queria abrir uma congregação com o pequeno trabalho que existia em seu bairro. Então, contei pra ela a seguinte historinha: “Um certo pastor tinha um papagaio e tendo que ausentar-se por 6 meses, deixou aquele papagaio só. Em seu retorno, o pastor procurou pelo papagaio e não o encontrou. Entrando pelo mato a dentro, foi encontrar o papagaio em uma clareira pregando para muitos animais de toda espécie. O pastor disse:- Louro, eu cheguei, vamos para casa.  A que o papagaio respondeu. – Pastor, ir eu vou, mas, quem vai cuidar da congregação?”

Algumas questões extremamente importantes, que nunca devemos deixar de levar em conta quando projetamos a implantação de uma nova igreja:

  1. Formação de uma liderança forte, madura, capacitada para assumir um trabalho e levar adiante.
  2. Sensibilidade para ouvir a voz de Deus. Ouvir a voz do Espírito Santo, perceber onde está soprando o vento do Espírito Santo, para saber o momento certo em que Ele quer que  outro trabalho nasça, seja congregação, ponto de pregação, igreja…se na capital, municípios ou outra nação. “O Espírito sopra onde quer”, deve ser levado a sério”
  3. Nunca ter medo de liberar líderes para a nova frente de trabalho.
  4. Estratégia sábia no envio de obreiros, valorizando os ministérios.
  5. Manter um contato direto, discreto, atuante, para que aquele trabalho ou embrião de uma futura e próspera igreja, tenha um bom e sadio crescimento.

1. FORMAR UMA LIDERANÇA CAPAZ DE DESENVOLVER A OBRA DE DEUS.

Formação de uma liderança forte, madura capaz de assumir um trabalho e levar adiante, livrando-se de heresias e atitudes danosas ao ministério e a igreja.

A formação de um líder, de um pastor, que exercerá funções dentro do corpo de Cristo, deve ser trabalhado de forma sistemática e contínua, primando por estabelecer:

a) A formação de um caráter cristão. (Testemunho, agir na família, com os irmãos de fé, e com os incrédulos).

b) A formação de uma maturidade doutrinária forte o suficiente para rejeitar todo vento de heresias.

Na formação de uma liderança forte segundo os padrões bíblicos devemos seguir o exemplo da liderança bem sucedida de Jesus e de Paulo apóstolo:

Jesus nos ensinou a fazer esse aprimoramento. Ensinando-os a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos. Amém.” Mateus 28:20

Paulo apóstolo fala de duas áreas a que devem ser cuidadas, na vida de um Líder: a moral cristã e a doutrina.

  • Moral cristão, ou seja, o Testemunho de vida: “E de Mileto mandou a Éfeso, a chamar os anciãos da igreja. E, logo que chegaram junto dele, disse-lhes: Vós bem sabeis, desde o primeiro dia em que entrei na Ásia, como em todo esse tempo me portei no meio de vós, Servindo ao Senhor com toda a humildade, e com muitas lágrimas e tentações, que pelas ciladas dos judeus me sobrevieram; Como nada, que útil seja, deixei de vos anunciar, e ensinar publicamente e pelas casas,” Atos 20:17-20;
  • Doutrina: “Porque nunca deixei de vos anunciar todo o conselho de Deus”. Atos 20:27 “Tu, porém, tens seguido a minha doutrina, modo de viver, intenção, fé, longanimidade, amor, paciência, Perseguições e aflições tais quais me aconteceram em Antioquia, em Icônio, e em Listra; quantas perseguições sofri, e o Senhor de todas me livrou;” 2 Timóteo 3:10,11
  • Tornar-se Padrão; Modelo; Exemplo: “ Ninguém o despreze pelo fato de você ser jovem, mas seja um exemplo para os fiéis na palavra, no procedimento, no amor, na fé e na pureza.” 1 Timóteo 4:12

O pastor formador deve sempre pegar pesado, mas com sabedoria com o futuro líder para que nele possa ser gerado um obreiro capacitado para a boa obra.

Ilustração: O que Wesley falou para um pregador depois de anos que não o via pregar: “O que lhe tem prejudicado excessivamente nos últimos tempos e, temo que seja o mesmo atualmente, é a carência de leitura. Eu raramente conheci um pregador que lesse tão pouco. E talvez por negligenciar a leitura, você tenha perdido o gosto por ela. Por esta razão, o seu talento na pregação não se desenvolve. Você é apenas o mesmo há sete anos. É vigoroso, mas não profundo; há pouca variedade; não há sequência de argumentos. Só a leitura pode suprir esta deficiência, juntamente com a meditação e a oração diária. Você engana a si mesmo, omitindo isso. Você nunca poderá ser um pregador fecundo, nem mesmo um crente completo. Vamos, comece! Estabeleça um horário para exercícios pessoais. Poderá adquirir o gosto que não tem; o que no início é tedioso, será agradável posteriormente. Quer goste ou não, leia e ore diariamente. É para sua vida; não há outro caminho; caso contrário, você será, sempre, um frívolo, medíocre e superficial pregador.”
2. SENSIBILIDADE ESPIRITUAL PARA OUVIR A VOZ DO ESPÍRITO SANTO

 Sensibilidade espiritual, discernir o vento do Espírito Santo, para saber o momento certo em que Ele quer que seja aberto outros trabalhos:   O vento assopra onde quer, e ouves a sua voz, mas não sabes de onde vem, nem para onde vai; assim é todo aquele que é nascido do Espírito.” João 3:8.   Esse vento deve ser levado a sério, é o desígnio, a vontade do Espírito Santo.

Nunca esqueçamos que podemos ter vontade humana, até abrirmos várias igrejas e trabalhos sem a aprovação de Deus, mas todos estes não vão frutificar, não vão prosperar.

O apóstolo Paulo fez projeto de abrir um trabalho em Bitínia, na Ásia, mas foi impedido pelo Espírito. Ainda não era o Time (tempo) o momento, não era o tempo de Deus. Deus tinha outro projeto para ele: Macedônia era o time (tempo) de Deus. “Nós temos nossas Bitínias, mas Deus tem suas Macedônias”.

Se você observar Bitínia era uma pequena cidade na Ásia Menor. Já Macedônia era um região com várias cidades extremamente estratégicas para o crescimento e ampliação da obra no mundo ocidental.

Caminhar afinado com o Espírito Santo, é um desafio diário que tem que ser vencidos pelos líderes bem sucedidos. Para tanto, você tem que ter uma vida de oração sistemática, diária, e perseverante. Um coração quebrantado e um ouvido limpo para ouvir a voz do Espírito na sala de oração.

Muitas das minhas convicções que foram formadas, e decisões que foram tomadas vieram na minha sala de oração, frutos dos devocionais que tive e tenho com Deus, diariamente.

3. NUNCA TER MEDO DE LIBERAR LÍDERES PARA A FRENTE DE TRABALHO.

 Ele não são seus, são de Deus. Vejo muitos pastores, como certos pais, que querem manter os seus líderes sob sua tutela e não dão voz e vez para que os mesmos possam crescer.

Creio ser um pensamento pós moderno da doutrina das macro igrejas que tem contagiado muitos pastores, inclusive wesleyanos.

“E na igreja que estava em Antioquia havia alguns profetas e doutores, a saber: Barnabé e Simeão chamado Níger, e Lúcio, cireneu, e Manaém, que fora criado com Herodes o tetrarca, e Saulo. E, servindo eles ao Senhor, e jejuando, disse o Espírito Santo: Apartai-me a Barnabé e a Saulo para a obra a que os tenho chamado. Então, jejuando e orando, e pondo sobre eles as mãos, os despediram.” Atos 13:1-3

      As vezes, muitos não entenderão na sua igreja, porque você está liberando os melhores para frente de uma nova obra, mas se você segue os comandos de Deus, ele te fará prosperar, e enviará outros para você continuar formando. Sua igreja deve ser um celeiro de líderes, que encherão a terra do evangelho.

4. ESTRATÉGIA SÁBIA NO ENVIO DE OBREIROS, VALORIZANDO OS MINISTÉRIOS

 “E na igreja que estava em Antioquia havia alguns profetas e doutores, a saber: Barnabé e Simeão chamado Níger, e Lúcio, cireneu, e Manaém, que fora criado com Herodes o tetrarca, e Saulo…” Atos 13:1

Observe a estratégia do Espírito na condução de uma nova obra, separa por ministério: Profeta e Mestre.

Valorização dos perfis ministeriais: profetas, evangelistas, pastores, mestres e apóstolos.

Numa obra nova você tem que enviar primeiro um evangelista e ou um Profeta, enquanto um vai pregando: “Jesus é a solução para sua vida, aceita-o como como salvador”. O profeta venha atrás gritando: “Raça de Víboras, sepulcros caiados quem vos enviou a fugir da ira eterna. Arrependei-vos!!!”

Depois destes dois ministérios tem que ser enviados o pastor Barnabé, para ajuntar, consolar, animar e fortalecer, só depois vem o mestre Paulo, testificando a Escritura com a Escritura, extirpando as heresias e levando o povo ao amadurecimento na fé. Com esses ministérios vem o crescimento da obra de forma integral.

5. DISCIPULADO CONSTANTE ATÉ QUE O LÍDER POSSA CAMINHAR SOZINHO

 Manter um contato direto, discreto, atuante, para que aquele trabalho ou embrião de uma futura e próspera igreja, tenha um bom e sadio crescimento.

Creio que aqui está a falha que muitos de nós cometemos. Somos ágeis no  enviar e morosos no sustentar, prover, amparar, para que o crescimento seja sadio e próspero.

O dito popular quem pariu Mateus que embale, é uma máxima bem assimilada por muitos de nós.

A estagnação de muitas igrejas e de muitos líderes acontece pelo desamparo das igrejas mães. Sozinhos e desalentados, muitos não conseguem caminhar adequadamente. Não tendo quem segure a corda, sem amparo eficaz, em pouco tempo vem o desânimo e  com ele o fracasso ou a estagnação. Envia-se, e diz-se: segura Tafarellllllll!!! Te vira!!!

Penso que deveríamos começar uma reformulação de mudança de mente. Abandonar a mentalidade eclética que distancia o pastor formador do líder que é enviado. Deixarmos mais a burocracia que nos resumem às preocupações no campo mais administrativos. Atermo-nos com mais excelência ao discipulado e empreendermos um o acompanhamento diretivo ao obreiro, buscando supri-lo de maneira integral: suas emoções, sentimentos, família e necessidades financeiras…olhando-o pessoalmente e não somente a sua produção para a denominação.

O obreiro na frente de obra precisa ser pastoreados!!! Nós também continuamos sendo ovelhas!!!

“Medita estas coisas; ocupa-te nelas, para que o teu aproveitamento seja manifesto a todos. Tem cuidado de ti mesmo e da doutrina. Persevera nestas coisas; porque, fazendo isto, te salvarás, tanto a ti mesmo como aos que te ouvem.” 1 Timóteo 4:15,16

“ Não bebas mais água só, mas usa de um pouco de vinho, por causa do teu estômago e das tuas frequentes enfermidades.”  1 Timóteo 5:23

 

O tema dessa reflexão é Surfando nos ventos Espírito. Compreender a vontade de Deus é o nosso desafio diário, através de uma vida devocional, constante e eficaz.

Nós temos que fazer nossa parte no que concerne ao desenvolvimento de um ministério frutífero, gerarmos muitos líderes e abrirmos várias igrejas. Com  a certeza de que a despeito dos muitos métodos que nos são oferecidos nestes tempos, o melhor ainda é o simples atentar aos ventos do Espírito e deslizar em suas ondas para chegarmos à praia certa. Ainda está valendo: Essa é uma obra de fé, no poder do Espírito Santo.

Para tanto, aprendemos que necessitamos:

  1. FORMAR UMA LIDERANÇA CAPAZ DE DESENVOLVER A OBRA DE DEUS.
  2. SENSIBILIDADE ESPIRITUAL PARA OUVIR A VOZ DO ESPÍRITO SANTO (NÓS TEMOS NOSSAS BITÍNIAS, MAS DEUS TEM SUAS MACEDÔNIAS).
  3. NUNCA TER MEDO DE LIBERAR LÍDERES PARA A FRENTE DE TRABALHO.
  4. ESTRATÉGIA SÁBIA NO ENVIO DE OBREIROS, VALORIZANDO OS MINISTÉRIOS.
  5. DISCIPULADO CONSTANTE ATÉ QUE O LÍDER POSSA CAMINHAR SOZINHO.

 

Que o Espírito produza em nós um mover tão significativo como foi o de Pentecostes e que o avançar do Reino, jamais fique de fora das responsabilidades da Igreja.

 

                                                                                                                Pr Francisco Nascimento

 

 Mensagem pregada no Congresso de Implantação e Revitalização de igrejas no Rio de Janeiro na igreja Metodista Wesleyana em Xerém. 12/05/2018

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s