A IMPORTÂNCIA DE UM AVIVAMENTO GENUÍNO NA IGREJA


“Não se embriaguem com vinho, que leva à libertinagem, mas deixem-se encher pelo Espírito, falando entre si com salmos, hinos e cânticos espirituais, cantando e louvando de coração ao Senhor, dando graças constantemente a Deus Pai por todas as coisas, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo.”  Efésios 5:18-20

 

Deus criou a  Igreja e tudo que há nela é (ou deveria) ser obra Dele.

Se você nasceu de novo, Deus tem uma obra em sua vida.

Temos que crer com toda fé em Deus e estar convictos que Ele continua a atuar como nos tempos apostólicos, como também ter a mesma espiritualidade daquela época.

I – O que é o avivamento

É o ato de tornar-se mais vivo ( diz de fogo e brasa).

  • Reanimar-se
  • Tornar-se mais forte, mais intenso.
  • Intensificar-se..
  • Tornar-se mais nítido, destacar-se..
  • Tornar-se mais ágil, apressar-se.

Quando se fala pois em avivamento, se está a falar de um estágio posterior ao de viver. Só pode ser avivado quem já está vivo, que ganha agora o empoderamento das bênçãos espirituais nos lugares celestiais em Cristo. “Bendito o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o qual nos abençoou com todas as bênçãos espirituais nos lugares celestiais em Cristo;” Efésios 1:3.

A única vez que esse termo “aviva” aparece na versão   Almeida Revista e Corrigida é no Livro de Habacuque, capítulo 3 e o verso 2: “Ouvi Senhor, a tua palavra, e temi; Aviva, ó Senhor, a tua obra, no meio dos anos, no meio dos anos feze-a conhecida; na tua ira lembra-te da misericórdia”.

Aviva, neste texto é a tradução da palavra hebraica chayah, cujo significado é:

  • Viver
  • Fazer viver
  • Manter-se vivo
  • Viver prosperamente
  • Sustentar a vida
  • Ser rápida
  • Ser restaurado para a vida ou saúde.

A Septuaginta (tradução dos escritos sagrados do hebraico para o grego, por setenta ou setenta e dois anciões) usa a palavra “ katenoesa”, cujo significado é:

  • Observar
  • Reparar
  • Contemplar
  • Perceber

A Nova Versão Internacional traduziu “aviva” como “realizar de novo”.

A Nova tradução na Linguagem de Hoje traduziu “aviva” por: “ fazer agora, no nosso tempo as coisas maravilhosas que fizestes no passado.

Avivamento é em primeiro lugar o ato de tornar-se vivo, ou seja, transformar a vida espiritual, em uma vida mais intensa em uma vida abundante ( Jo 10:10). Uma vida com todos os benefícios proporcionados pela comunhão com Deus

Vida é estar em comunhão com Deus e não separar-se mais Dele por causa do pecado. A vida abundante é a comunhão com a presença de todas as bênçãos espirituais nos lugares celestiais em Cristo. Por isso, um dos significados de chayah é o de viver prosperamente.

Avivamento é a “aviventação” dos marcos, dos rumos apagados, a renovação dos marcos destruídos ou deteriorados para que voltem a ser notórios, públicos, conhecidos de todos. Pois assim é nossa vida espiritual, o Senhor é nosso proprietário ( Gl 2:20), pois nos comprou com o seu sangue na cruz do Calvário ( 1Co 6:20 / 7:23). De tempos em tempos podemos perceber que nossos marcos, nossos sinais de vida em Cristo estão sendo obscurecidos pelo dia-a-dia, pelas dificuldades da vida; precisamos então reacendê-los. Assim, é a renovação espiritual de um desabrochar dos sinais da presença de Deus que estavam se perdendo. Foi assim com Israel, é assim com a Igreja.

Avivamento é o ato de tornar-se mais forte, significando crescimento contínuo. O homem interior não sofre a ação do tempo, por isso passa a ter cada vez maior intensidade, caminhando para atingir o nível de varão perfeito. “Até que todos cheguemos à unidade da fé, e ao conhecimento do Filho de Deus, a homem perfeito, à medida da estatura completa de Cristo.” Efésios 4:13  ( 2 Co 4:16 / Ef 3:16).

Avivamento é também tornar-se mais nítido, destacar-se. Uma ação que nos permite a identificação com maior clareza de quem pertence ao Senhor e de quem Dele não é. Discerne os ventos, as ondas do Espírito e sabe o que é de Deus e o que é falsificação. Um crente avivado é aquele que demonstra a presença de Deus em sua vida, bem como a operação do poder do Espírito Santo.

Avivamento é tornar-se mais ativo, mais ágil. É está sempre com a brasa queimando. Lembramos aqui João Batista que usou o simbolismo do fogo para batismo no Espírito Santo. “E eu, em verdade, vos batizo com água, para o arrependimento; mas aquele que vem após mim é mais poderoso do que eu; cujas alparcas não sou digno de levar; ele vos batizará com o Espírito Santo, e com fogo.” Mateus 3:11

Avivamento é o ato sobrenatural de Deus na vida do cristão, que abrindo para Ele  o coração torna-se fértil para a produção do fruto do Espírito, do batismo com o Espírito Santo e dos dons Espirituais.

Avivamento é um movimento do Espírito Santo, como no dia de Pentecostes: o som como de um vento impetuoso veio e houve um reboliço na vida daqueles homens e mulheres reunidos naquele local, fazendo com que eles impactassem não só o momento vivido, mas o mundo inteiro em todas as épocas.

Avivamento dá-nos a consciência da urgência da tarefa da Igreja. E não é casual que o arrebatamento da Igreja, seja antecedido por um avivamento. A chuva serôdia, que acontecia um pouco antes da colheita.

Existem momentos na história, momentos temporais em que é necessária a intervenção de Deus, onde Ele toma novamente a direção de todas as coisas. Parece que esse tempo urge entre nós.

Nenhum avivamento pode ocorrer sem ação divina. Vem Dele, é privativo de Deus.

II -Evidências do Avivamento

       1. Amor pela Palavra e Firmeza na Doutrina – o grande agente divina para o avivamento é a Palavra. Alastra-se uma grande fome entre o povo de ouvir, ler e estudar a Palavra.

        2. Oração profunda – é mandamento e dever para nós. “Chegando o dia de Pentecoste, estavam todos reunidos num só lugar. De repente veio do céu um som, como de um vento muito forte, e encheu toda a casa na qual estavam assentados. E viram o que parecia línguas de fogo, que se separaram e pousaram sobre cada um deles. Todos ficaram cheios do Espírito Santo e começaram a falar noutras línguas, conforme o Espírito os capacitava.” Atos 2:1-4.

          Deixar de orar é pecado “E quanto a mim, longe de mim que eu peque contra o      Senhor, deixando de orar por vós; antes vos ensinarei o caminho bom e direito.” 1 Samuel 12:23
O verdadeiro avivamento é precedido de oração e busca incessante pela presença de Deus…sempre…

        3. Arrependimento –nossa expectativa é que a vinda de um despertamento espiritual seja com uma explosão de alegria, enquanto que não, na verdade, primeiro se manifesta com lágrimas e pesar por nós, pelos irmãos e pelo mundo. A própria falta de avivamento já é pecado. Sem arrependimento, não veremos avivamento algum. Arrependimento significa confessar e deixar o pecado. Quando há arrependimento, os padrões de santidade são restaurados, a glória de Deus se manifesta e permanece.

         4. Santificação e Retidão – provenientes de um desejo intenso pela Palavra, das nossas orações e arrependimento, mudaremos para um estilo de vida mais santo (I Tes 4:3-8). Santidade significa separar-se do mundo, consagrar-se. A Retidão é para com as pessoas, os irmãos, o próximo. O amor ágape entre nós. Quando o amor entre nós enfraquece, muito da vida espiritual se perde (Mt 24:12).

        5. O ponto culminante de todo avivamento é a salvação de almas-

  • O propósito de uma igreja avivada é ganhar almas, buscando a salvação dos perdidos.
  • A busca da centésima ovelha para a reconciliação e restauração. Deus exige isso da Igreja(1 Tm 2:3-4). O transbordar na salvação dos pecadores, é sem dúvida alguma o que revela ao mundo, a presença do verdadeiro avivamento na Igreja de Jesus Cristo.

6. ObediênciaSem obediência a Deus, jamais haverá derramar de avivamento entre nós.

III- Resultados Reais do Avivamento promovido por Deus

  1. Interesse por estar na presença de Deus. Alegrei-me com os que me disseram: “Vamos à casa do Senhor! ” Salmos 122:1

       2- Apetite pela Palavra de Deu. Quando as tuas palavras foram encontradas eu as comi; elas são a minha alegria e o meu júbilo, pois pertenço a ti, Senhor Deus dos Exércitos.” Jeremias 15:16

       3- Confirmado com a presença de poder. Mas receberão poder quando o Espírito Santo descer sobre vocês, e serão minhas testemunhas em Jerusalém, em toda a Judéia e Samaria, e até os confins da terra”.Atos 1:8

      4- Capacita e dá ousadia para testemunhar Cristo. “Vendo a coragem de Pedro e de João, e percebendo que eram homens comuns e sem instrução, ficaram admirados e reconheceram que eles haviam estado com Jesus.” At 4:13.

     5 – Atrai multidões. At 5:14 (temos tentado atrair da maneira errada).

     6 – Há um grande poder de renúncia do ego (eu) em prol da obra celestial, do avanço do Reino neste mundo. Não vemos dificuldades para servir a Deus.

     7 – Disposição para investimento financeiro – nossas contribuições revelam onde está o nosso coração. “Porque aonde está o teu tesouro aí também está teu coração”. Mt 6:21 Investir no reino de Deus passa a ser uma alegria e um desejo ardente nos corações.. “Todos os dízimos da terra, seja dos cereais, seja das frutas das árvores, pertencem ao Senhor; são consagrados ao Senhor.” Lv 27:30

      8 – Zelo pela casa de Deus. Jr 48:10  “Maldito o que faz com negligência o trabalho do Senhor!..”

  • Não há atraso nos cultos e programações.
  • Vida devocional fervorosa e prática.
  • Vê o que é de Deus como santo.
  • Louvor contagiante e quebrantamento.

Conclusão

Avivamento não é um plano agendado pela igreja. A igreja só pode buscar o avivamento e preparar o caminho da sua chegada. Preparar o caminho do Senhor humilhando-se, orando, adorando, consagrando-se…

A nossa dispensação só terminará com a evangelização de todas as gentes. Isso só é possível diante de um avivamento. E este evangelho do Reino será pregado em todo o mundo como testemunho a todas as nações, e então virá o fim.” Mateus 24:14

Comentários

  • Martin Lloyd-Jones

            “É uma experiência na vida da igreja quando o Espírito Santo realiza uma obra incomum. Ele realiza primeiramente entre os membros da igreja; é um reviver dos crentes. Não se pode reavivar algo que nunca teve vida. Assim, por definição, o avivamento é um vivificar, um revigoramento, um despertamento de membros da igreja que se encontram letárgicos, dormentes, quase moribundos”.

  • John Wesley certa vez disse:

            “Se eu tivesse cem homens que a ninguém temessem senão a Deus, que a nada odiassem, senão ao pecado, e que tivessem a disposição de nada saber entre os homens a não ser Jesus crucificado, eu poria Fogo no mundo.”

 

O mundo precisa do Fogo do Espírito Santo, da chama do despertamento. Só assim veremos um grande avivamento contínuo em nossas igrejas e coisas grandes e sobrenaturais, até mesmo que não sabemos, Deus irá fazer no nosso meio. “Não tornarás a vivificar-nos, para que o teu povo se alegre em ti? Mostra-nos, Senhor, a tua misericórdia, e concede-nos a tua salvação. Salmos 85:6,7

 

Despertemos então!!!

 

Obs: Em grande parte, o presente estudo é resultado de Resumo de pesquisas de vários artigos sobre o tema : Avivamento

 

 

Miss. Helena Paladino

Um comentário sobre “A IMPORTÂNCIA DE UM AVIVAMENTO GENUÍNO NA IGREJA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s