LIDERANÇA ALTAMENTE EFICAZ E CURADA


“Procure vir logo ao meu encontro, pois Demas, amando este mundo, abandonou-me e foi para Tessalônica. Crescente foi para a Galácia, e Tito, para a Dalmácia. Só Lucas está comigo. Traga Marcos com você, porque ele me é útil para o ministério. Enviei Tíquico a Éfeso. Quando você vier, traga a capa que deixei na casa de Carpo, em Trôade, e os meus livros, especialmente os pergaminhos. Alexandre, o ferreiro, causou-me muitos males. O Senhor lhe dará a retribuição pelo que fez. Previna-se contra ele, porque se opôs fortemente às nossas palavras. Na minha primeira defesa, ninguém apareceu para me apoiar; todos me abandonaram. Que isso não lhes cobrado. Mas o Senhor permaneceu ao meu lado e me deu forças, para que por mim a mensagem fosse plenamente proclamada, e todos os gentios a ouvissem. E eu fui libertado da boca do leão. O Senhor me livrará de toda obra maligna e me levará a salvo para o seu Reino celestial. A ele seja a glória para todo o sempre. Amém.” II Timóteo 4:9-18”

 

A carta de Paulo a seu discípulo Timóteo, é primorosa. Suas exortações e ensinos de como lidar com as atividades diárias que um líder deve ter é de uma profundidade maravilhosa.  Ele ensina que uma liderança cristã, não é fácil, e não é semelhante a nenhuma liderança secular, pois necessitará de muita sabedoria de Deus, muita inteligência, discernimento espiritual para lidar com pessoas de diferentes níveis sociais, culturais, emocionais, temperamentais e espirituais.

O texto de Jeremias diz que Deus levantaria homens que apascentaria o seu povo com sabedoria e inteligência. “E dar-vos-ei pastores segundo o meu coração, os quais vos apascentarão com ciência ( sabedoria) e com inteligência.” Jer 3:15

Ser líder é a arte de conduzir outros para atingir os alvos e objetivos propostos previamente.

Ser líder cristão é a arte de conduzir outros segundo os padrões e a vontade que Deus, antes projetou.

O chavão diz: “Faça o que eu digo, mas não faça o que eu faço”. Na linguagem cristã é assim: “Faça o que eu digo, pois eu também estou fazendo o que eu falo.” “Sede meus imitadores, como também eu de Cristo.” I Coríntios 11:1

A liderança cristã pressupõe que imitemos, no cotidiano, o modelo de Cristo em suas multiformes formas de ação e reação com as quais teve que lidar quando aqui na terra, em suas relações com os homens de diferentes temperamentos e atitudes.

Quando nos defrontamos com atividade da liderança cristã, em nosso tempo, daqueles que servem nas igrejas cristãs, vemos muitos líderes equivocados em suas atitudes completamente erradas no que concerne à forma de como lidam nas diferentes situações que fazem parte do dia a dia da igreja.

Não é só a imaturidade da liderança que incomoda, mas são as enfermidades na alma de muitos líderes que vão contaminando a igreja toda.

Conta-se que certo Pastor que há anos convivia com seu colega em reuniões de liderança. Um dia foi abordado pelo mesmo, que pedindo perdão dizia nutrir um ressentimento em seu coração contra o mesmo. O colega julgado ofensor perguntou quando foi que isso tinha acontecido. O ofendido lhes disse já fazer alguns anos, pois o mesmo tirara uma brincadeira que não gostara. O outro respondeu, mas você carregando esse peso alguns anos, e nós sempre juntos, porque que você não falou sobre essa ofensa antes e teríamos acertado.

Em seu livro “As 21 Irrefutáveis Leis da Liderança; siga-as e as pessoas o seguirão”, John Maxwell fala em “Trabalharmos em nós mesmos, antes de trabalharmos nos outros” e diz que “ a  vida do líder é o espelho refletor da norma que deseja que seus liderados sigam” Ele nos lembra nosso dever de ser, no mundo, o exemplo que queremos que as outras pessoas sigam.

Se um pastor guarda ressentimento por anos em sua alma, o que não é capaz de fazer seus liderados?

“Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o teu coração, porque dele procedem as fontes da vida.” Provérbios 4:23

Uma das maiores dificuldades que um líder passa é não saber guardar seu coração dos sentimentos antagônicos na convivência com os opostos, com divergentes, nas vários formas que a função de liderança nos expõe.

Como conviver com o contraditório, com aquele que parecem sempre contrários as nossas ideias e projetos? Como lidar com a solidão do ministério ou da própria posição de líder, quando você se sente só e sem apoio? Como lidar com decisões e erros do passado, que prejudicaram pessoas impedindo seus ministérios de prosperar? Como lidar com os provocadores, verdadeiros assassinos do trabalho de outros? Como lidar quando seu companheiro e amigo que o ajudava diz que não mais o fará, pois tem demandas maiores para dar conta?

A maturidade espiritual nos fará sobrepor todo os antagonismos nas diversas relações diárias que temos que manter. Como diz o apóstolo Paulo em sua carta aos Efésios: “Até que todos cheguemos à unidade da fé, e ao conhecimento do Filho de Deus, a homem perfeito, à medida da estatura completa de Cristo, Para que não sejamos mais meninos inconstantes…” Efésios 4:13,14

Deixar de ser meninos na fé e crescer, com gestos e atitudes de adultos, superando os obstáculos dos ressentimentos, das mágoas, dos rancores, que produzem rompimentos e afastamento daqueles que deveríamos demonstrar amor, perdão e dar uma segunda oportunidade.

O apóstolo Paulo nos ensina como um líder deve guardar seu coração para não ser invadido por sentimentos paralisantes, que degeneram a alma, produzindo estagnação e morte espiritual.

Pelo menos durante vinte e seis anos, Paulo exerceu o ministério apostólico, profético, pastoral, de evangelista e de mestre. Iniciou suas atividades como servo de Deus em 41 d.C. em Damasco, Síria, após ser convertido a Jesus Cristo, e as encerrou em 67 d.C. em Roma quando foi martirizado.

Paulo está na prisão de Roma, quando escreve sua segunda carta a Timóteo. O dia de sua partida está chegando, logo estaria com seu amado mestre e Salvador Jesus Cristo. Com o senso de dever cumprido na obra missionária. Ele diz: “ Combati, o bom combate, completei a carreira, guardei a fé…”

É nesse momento que ele relembra algumas situações que lhe acontecera, difíceis de lidar, e como lidou em cada acontecimento, demostrando que seu coração fora preservado do mal que acomete muitos líderes tornando-os ineficazes: a enfermidade das mágoas e ressentimentos. Sua alma estava curada, Jesus lhe curou!!!

VENCENDO OS ANTAGONISMOS DA ALMA

  1. Solidão. “Procure vir logo ao meu encontro (Depressa)”.Vs 9

O líder sofre de solidão, muitas vezes esse sentimento antagônico assalta nosso coração, nos paralisando querendo nos fazer retroceder da missão que nos foi incumbida.

Precisamos de companhia, precisamos de amigos, precisamos de companheiros que ouçam nossas lamentações sem nos recriminar, vejam nossas lágrimas, sem nos repreender nos chamando de fracos.

“Porque, mesmo quando chegamos à macedônia, a nossa carne não teve repouso algum; antes em tudo fomos atribulados: por fora combates, temores por dentro. Mas Deus, que consola os abatidos, nos consolou com a vinda de Tito. E não somente com a sua vinda, mas também pela consolação com que foi consolado por vós, contando-nos as vossas saudades, o vosso choro, o vosso zelo por mim, de maneira que muito me regozijei.” 2 Coríntios 7:5-7

Quando o profeta Elias sofria de angústia e solidão, Deus lhe deu um companheiro, Eliseu, para lhe fazer companhia até o fim de sua vida.

“…E Elias lhe disse: Eliseu, fica-te aqui, porque o Senhor me enviou a Jericó. Porém ele disse: Vive o Senhor, e vive a tua alma, que não te deixarei. E assim foram a Jericó.” II Reis 2:4

Vem logo Timóteo, tira a masmorra que quer tomar conta da minha alma!!!

Vem logo Tito, não me deixe só, preciso de tua companhia alegre e descontraída. Vem alegrar a minha alma.

Precisamos uns dos outros para prosseguirmos na caminhada da vida. Quem tem sido teu Tito, teu Timóteo, teu Eliseu em tempos de solidão? “Levai as cargas uns dos outros, e assim cumprireis a lei de Cristo.” Gálatas 6:2

     2. Desertor..(Desamparo) “…pois Demas, amando este mundo, abandonou-me e foi para Tessalônica.” Vs 10

Um companheiro de trabalho que havia permanecido com Paulo durante o seu primeiro encarceramento em Roma (CI 4.14; Fm 24). Agora tinha ido para Tessalônica – uma cidade na província romana da Macedônia. Paulo havia fundado uma igreja lá em sua segunda viagem missionária (At 17.1-10).

Demas, há anos trabalhava ao lado de Paulo na obra missionária. Um companheiro de jornada que nos traz decepções em um tempo que mais precisamos de companhia. É aquele colega de trabalho, sócio de caminhada, ou aquele líder de ministério, chega                                                                  para nós e diz: não dá mais, vou mudar de rumo, vou fazer outras coisas, não te acompanho mais, me desculpa. Tô fora!!!

As palavras do apóstolo Paulo saem em forma lacônica cheia de lamentação: Demas me abandonou por amor ao século presente.

É o marido ou a esposa que te deixa… Ou o filho, a filha que vai embora…e diz: não dar mais, você vai caminhar sozinho…é forte!!! “Porque, quando meu pai e minha mãe me desampararem, o Senhor me recolherá.” Salmos 27:10

     3. Erros do Passado não podem nos assombrar (Marcos o discípulo Rejeitado).

” Traga Marcos com você, porque ele me é útil para o ministério”. Vs 11b

Paulo ainda pedia a Timóteo que tomasse com ele Marcos e o trouxesse. Um belo exemplo de perdão em Cristo. O fato de João Marcos ter abandonado Paulo e Barnabé durante a primeira viagem missionária (At 13.13) havia resultado na dissolução da parceria entre Paulo e Barnabé (At 15.37-40).

Mais tarde, Marcos voltou a trabalhar com Paulo (Cl 4.10; Fm 24). Agora, no final de sua vida, Paulo desejava vê-lo e trabalhar com ele.

Quando se é novo na frente de uma liderança, tomamos decisões que muitas vezes podem anular ou coibir ministérios. A decisão de impedir Marcos de não fazer parte da comitiva da segunda viajem missionária, foi de uma imaturidade agravante.

Mostrou um líder sem uma visão ampla da capacidade que Deus pode fazer na vida de um discípulo, mesmo àqueles que cometem faltas.

Marcos era jovem, e cometeu erros é bem verdade, mas merecia uma segunda chance, mas  recebeu rejeição do apóstolo Paulo.

Por muito tempo Paulo carregou o peso de uma atitude imatura. No final da vida, ele reconhece o valor que Marcos tinha.

Barnabé mostrou mais maturidade que Paulo, ficando ao lado de Marcos e  o dicipulando para que não desistisse de servir a Deus.

      4. Acusadores e Opositores.” Alexandre, o ferreiro, causou-me muitos males. O Senhor lhe dará a retribuição pelo que fez. Previna-se contra ele, porque se opôs fortemente às nossas palavras.”Vs 14

      5. Abandono. “Na minha primeira defesa, ninguém apareceu para me apoiar; todos me abandonaram.” Vs 16ª

Segundo a definição: Abandonar é deixar, desamparar, desprezar, renunciar, abrir mão de direitos, entregar-se.

Creio que como o apóstolo Paulo, muitos estão com esse grito de abandono preso na garganta e sofrem por terem experimentado de alguma maneira essa atitude de alguém.

O abandono traz um sentimento de perda, de impotência, de solidão, de baixa-estima, de pessimismo, de aniquilamento pessoal.

Mas Sião diz:” O Senhor me desamparou, o Senhor se esqueceu de mim. Acaso pode uma mulher esquecer-se do filho que ainda mama, de sorte que não se compadeça do filho do seu ventre? Mas ainda que esta viesse a se esquecer dele, eu, todavia, não me esquecerei de ti.”Isaías 49:14, 15.

RECOMENDAÇÕES NECESSÁRIAS PARA UMA LIDERANÇA EFICAZ

       A. Proteja o Corpo e Fortaleça a Mente. “Quando você vier, traga a capa que deixei na casa de Carpo, em Trôade, e os meus livros, especialmente os pergaminhos.” Vs 13

       B. Nunca Pare de Trabalhar mesmo com algumas impossibilidades. Paulo estava preso, mas o ardor de fazer a obra de Deus era maior que as cadeias.

”Crescente foi para a Galácia, e Tito, para a Dalmácia..” “Enviei Tíquico a Éfeso..” Vs 12b e 12a

A FORÇA E A ESPERANÇA DO LÍDER EFICAZ

A. Seu coração não depósito para ressentimentos e mágoas.” Que isso não lhes cobrado.”Vs 16b

        B. A convicção de que Deus nunca abandona e sempre nos dá forças. “ Mas o Senhor permaneceu ao meu lado e me deu( revestiu) forças, para que por mim a mensagem fosse plenamente proclamada.”Vs 17a

        C. A plena certeza de que Deus nos livrou de nossos inimigos. “E eu fui libertado da boca do leão.” Vs 17b

        D. A esperança de que Deus nos livrará de futuros ataques do inferno. “ O Senhor me livrará (também) de toda obra maligna e me levará a salvo para o seu Reino celestial.” Vs 18a

        E. Louvor e a gratidão é constante no coração do Líder Eficaz. “ A ele seja a glória para todo o sempre. Amém.” Vs 18b

 

Somente uma liderança curada pode gerar uma geração de discípulos que produzam frutos sadios e duradouros. Uma semente doente, geminará com a mesma doença e distribuirá essa doença para muitos. O coração curado é a principal marca de um líder que almeje a eficácia. Uma pessoa eficaz é aquela que age com eficácia em suas ações, ou seja, cumpre todas as metas e objetivos planejados com qualidade e êxito. O êxito da vida cristã deve ser pretendido por cada cristão, mas especialmente por aqueles que têm em suas mãos a sagrada incumbência de instruir e acompanhar outros no processo de sua caminhada com o Senhor nesta terra e desempenhar para isso ações que viabilizem essas condições de maneira sadia e crescente.

O líder de coração sarado (emoções, sentimentos equilibrados e controlados pelo Espírito Santo) são colaboradores excelentes do Senhor e como Jesus podem dizer que cumpriram tudo que lhes foi dado a fazer.

O alicerce do líder eficaz é um coração livre de embaraços, onde o Espírito Santo abunda em soberania.

Que aprendemos hoje?

Que Cristo falou a seu coração?

Como você pretende agir para fazer a vontade dele neste aspecto?

Caso haja necessidade, clame pela cura do Senhor e deixe tudo aos pés da cruz!

 

Pr Francisco Nascimento

 

Anúncios

Um comentário sobre “LIDERANÇA ALTAMENTE EFICAZ E CURADA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s