PALAVRAS QUE DEUS NÃO ACEITA


As vossas palavras foram agressivas para mim, diz o SENHOR; mas vós dizeis: Que temos falado contra ti?  Vós tendes dito: Inútil é servir a Deus; que nos aproveita termos cuidado em guardar os seus preceitos, e em andar de luto diante do SENHOR dos Exércitos? Ora, pois, nós reputamos por bem-aventurados os soberbos; também os que cometem impiedade são edificados; sim, eles tentam a Deus, e escapam. Então aqueles que temeram ao SENHOR falaram freqüentemente um ao outro; e o SENHOR atentou e ouviu; e um memorial foi escrito diante dele, para os que temera. o SENHOR, e para os que se lembraram do seu nome. E eles serão meus, diz o SENHOR dos Exércitos; naquele dia serão para mim jóias; poupá-los-ei, como um homem poupa a seu filho, que o serve. Então voltareis e vereis a diferença entre o justo e o ímpio; entre o que serve a Deus, e o que não o serve.” (Malaquias 3:13-18)

“Porque eis que aquele dia vem ardendo como fornalha; todos os soberbos, e todos os que cometem impiedade, serão como a palha; e o dia que está para vir os abrasará, diz o SENHOR dos Exércitos, de sorte que lhes não deixará nem raiz nem ramo. Mas para vós, os que temeis o meu nome, nascerá o sol da justiça, e cura trará nas suas asas; e saireis e saltareis como bezerros da estrebaria. E pisareis os ímpios, porque se farão cinza debaixo das plantas de vossos pés, naquele dia que estou preparando,diz o SENHOR dos Exércitos.”

( Malaquias 4:1-3)

 

O livro do profeta Malaquias  nos apresenta várias confrontações de Deus em relação ao comportamento do povo eleito, naquela época.

Como se Deus houvesse chegado ao limite de sua benevolência e lava a alma entristecida, apontando diretamente os pecados que eram cometidos e pareciam tidos como normais, diante de uma consciência desvirtuada de padrões divinos. Tira a máscara daqueles que exercitavam uma religiosidade aparente, exteriorizada de  bons sentimentos, mas que no seu interior estavam longe de agradarem a Deus. Mostra sentimentos de tristeza e indignação, pois mesmo ante suas fortes confrontações o povo se mostra indiferente, sem assumir suas culpas “…; em que nos tens amado? Em que desprezamos teu nome? Em que te havemos profanado?”

 As várias confrontações de Deus:

  • Duvidavam de seu amor e de como esse amor era manifesto. “Eu vos tenho amado, diz o SENHOR. Mas vós dizeis: Em que nos tem amado?” Malaquias 1:2.
  • Cobra a honra que lhe era devida como Pai e o respeito como Senhor.O filho honra o pai, e o servo o seu senhor; se eu sou pai, onde está a minha honra? E, se eu sou senhor, onde está o meu temor?”  Malaquias 1:6
  • Fala do desprezo e profanação a seu nome. “Ofereceis sobre o meu altar pão imundo, e dizeis: Em que te havemos profanado? Nisto que dizeis: A mesa do SENHOR é desprezível.”  Malaquias 1:7
  • Condena a infidelidade conjugal, o adultério e o casamento  com povos pagãos.  “E dizeis: Por quê? Porque o SENHOR foi testemunha entre ti e a mulher da tua mocidade, com a qual tu foste desleal, sendo ela a tua companheira, e a mulher da tua aliança.”  Malaquias 2:14
  • Fala do enfado que as orações aparentes traziam a Ele. “Enfadais ao SENHOR com vossas palavras; e ainda dizeis: Em que o enfadamos? Nisto que dizeis: Qualquer que faz o mal passa por bom aos olhos do SENHOR, e desses é que ele se agrada, ou, onde está o Deus do juízo?” Malaquias 2:17
  • Acusa o povo de roubá-lo nos dízimos e nas ofertas. “Roubará o homem a Deus? Todavia vós me roubais, e dizeis: Em que te roubamos? Nos dízimos e nas ofertas. Com maldição sois amaldiçoados, porque a mim me roubais, sim, toda esta nação.”  Malaquias 3:8-9
  • Acusa o povo de proferir palavras duras contra ele.As vossas palavras foram agressivas para mim, diz o SENHOR; mas vós dizeis: Que temos falado contra ti? Vós tendes dito: Ce em andar de luto diante do SENHOR dos Exércitos?” Malaquias 3:13-14

Observamos que muitos desses pontos alegados por Deus aquele povo do tempo de Malaquias, se tornariam bem atuais, caso Deus fizesse o mesmo conosco, e nós seríamos muito mais repreensíveis, pois conhecemos a graça manifestada em Jesus Cristo.

Quero deter-me um pouco mais sobre o último ponto. Palavras duras / agressivas:
         “ Vós tendes dito: Inútil é servir a Deus; que nos aproveita termos cuidado em guardar os seus preceitos, …”

Por certo, muitos de nós cristãos já emprestamos estas palavras e já as propalamos  uma ou por várias vezes. Quando nosso imediatismo é frustrado, quando o determinismo humano é abatido, quando nossos anseios pessoais são inatingidos, quando nosso querer tem de ser humilhado, quando somos tirados dos holofotes para sermos obscurecidos, quando achamos que a supremacia a nós devida é entregue a outrem, quando o dia mau se abate sobre nós, chegamos a concluir que servir a Deus, ser um crente, não nos tem trazido benefícios.

Infelizmente, muitos de nós estamos centrados nos benefícios terrenos, como o povo da época de Malaquias, que olhava a prosperidade do povo pagão idólatra, e concluía que o mal recebia bênçãos, e acusavam Deus de injusto. Por isso, contemplando os que cometem iniquidades sendo engrandecidos, o escape daqueles que são causa de escândalos, as aflições que por vezes sobreveem sobre a vida dos justos, achamos que já não vale a pena ser santo, justo e bom. Entramos então, para nossa vergonha em uma vida de murmuração, amarga e sem esperança.

A murmuração é um dos comportamentos que mais atraem a ira de Deus, pois traz no seu bojo à incredulidade, Deus é confrontado em seu poder. Lembremos do castigo infligido ao povo de Israel, quando os dez espias fizeram toda a congregação murmurar contra Deus e como castigo, passaram quarenta anos vagando no deserto, até que não restasse mais nenhum murmurador ( Números 14: 20-38).

 O Amor Incondicional de Deus

Antes de qualquer confrontação, qualquer alegação contra o comportamento do povo, Deus lembra seu amor: “Eu vos tenho amado, diz o SENHOR. Mas vós dizeis: Em que nos tem amado?” Malaquias 1:2. O amor eletivo, soberano e incondicional, base de toda aliança de Deus para com  o homem, um amor eterno: “Há muito que o SENHOR me apareceu, dizendo: Porquanto com amor eterno te amei, por isso com benignidade te atraí.”  Jeremias 31:3.  De muitas maneiras esse amor foi manifesto e  alcançou seu ápice  na cruz do Calvário, a vida de Cristo ( o Filho de Deus) oferecida por toda a humanidade: “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele. Quem crê nele não é condenado; mas quem não crê já está condenado, porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus.”  João 3:16-18

Quando caminhamos a vida cristã, ou nos asseguramos no amor incondicional de Deus, na fé alentadora da vitória, ou  perdemos a perspectiva do Reino e tombamos sob o peso das muitas preocupações terrenas e dos apelos que o mundo nos faz.

Há um interesse primordial do homem nestes dias: Seu bem estar nesta terra! Seu olhar horizontal ao redor de seu próprio ventre, levando-o à infidelidade, à desobediência e à negligência para com as coisas divinas, gerando eternos insatisfeitos que culpam a Deus por seus fracassos.

Corações duros produzem palavras duras: Inútil é servir a Deus…

Uma palavra dita não pode ser tomada de volta. Visto que na palavra há poder, precisamos vigiar para não conferir poder aquilo que possa nos destruir.

 A Diferença entre o Justo e o Perverso na Vinda do Senhor

“Então aqueles que temeram ao SENHOR falaram freqüentemente um ao outro; e o SENHOR atentou e ouviu; e um memorial foi escrito diante dele, para os que temeram o SENHOR, e para os que se lembraram do seu nome. E eles serão meus, diz o SENHOR dos Exércitos; naquele dia serão para mim jóias; poupá-los-ei, como um homem poupa a seu filho, que o serve.Então voltareis e vereis a diferença entre o justo e o ímpio; entre o que serve a Deus, e o que não o serve.” Malaquias 3:16-18

Apesar dos queixumes daqueles que sem temor, dizem ser inútil servir a Deus, há um povo que não aparta de seu coração o temor do Senhor, e Ele atenta para esses, há um relatório acerca da vida desses servos fiéis e consagrados. No grande dia da vinda do Senhor, a diferença entre o justo e o ímpio será notória. Será um dia de angústia, de perseguição, de vergonha para os que se apartam do Senhor, mas os seus servos marcharão vitoriosos ao seu encontro.

A Palavra diz em Salmos 37:4 “Agrada-te do Senhor e Ele satisfará os desejos do teu coração.” “e ainda …o justo viverá por fé,” Romanos 1:17.

Que possamos alimentar nossa fé com o amor de Deus derramado em nossos corações pelo Espírito Santo e aprendamos  a sentir o Senhor mesmo quando as circunstâncias digam ao contrário. Vigiemos nossa conduta, arrependendo-nos e aproveitando o tempo da graça desfrutado ainda nesta terra e aguardemos ao Senhor na certeza de uma vida abundante em sua presença.

O ministério do profeta é acender a chama da fé em um povo de coração insensível, lembrando-o do amor eletivo, verdadeiro e eterno de Deus por ele.

Saiba, meu querido, que uma vida inútil é aquela que é gasta na servidão de Satanás, vida inútil é aquela que serve a si mesmo e se dedica aos benefícios materiais desta terra, vida vazia e sem esperança é aquela desprovida do consolo e do amor de Deus. Sua vida tem sido inútil?

Que nossa vida seja assim, consagrada a Ti, Senhor.

                                                                                                                                                                                                                            Missionária Helena Paladino

 

 

Um comentário sobre “PALAVRAS QUE DEUS NÃO ACEITA

Deixe uma resposta para alex Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s