O Propósito de Nossa Salvação


O PROPÓSITO DE NOSSA SALVAÇÃO

Imagem da cruz

“ Entretanto devemos sempre dar graças a Deus, por vós irmãos amados pelo Senhor, por isso que Deus vos escolheu desde o principio para a salvação, pela santificação do Espírito e fé na verdade, para  o que também vos chamou mediante o nosso evangelho, para alcançar a glória de nosso Senhor Jesus Cristo.”

II Tessalonicenses 2:13,14

Para tudo o que Deus criou há um propósito bem definido. Com o homem não é diferente. Antes da fundação  do mundo Ele já havia estabelecido que o homem seria criado a sua imagem e semelhança, para ser o governador da terra, e ser bênção para todas as obras por Ele criadas.

O projeto de Deus para a humanidade são os melhores e os mais bem projetados do que para as outras criaturas criadas por Ele.

O propósito de Deus para todos os homens é alcançar a glória de Cristo, sabemos que isso só é possível se primeiro crermos que Ele é o Salvador de nossas vidas e passemos a obedecê-lo como Senhor (meu dono, meu proprietário).

“Se, com a tua boca, confessares Jesus como Senhor e, em teu coração, creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo. Porque com o coração se crê para justiça e com a boca se confessa a respeito da salvação.” Romanos 10:9,10

“Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, a saber, aos que crêem no seu nome;  os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do homem, mas de Deus.” João 1:12,13

O que é a glória de Cristo? O que fazer para alcançar essa bendita glória?

A glória consiste em honra exaltada, em louvor ou reputação, ou em alguma coisa que ocasiona o louvor ou é o objeto desse louvor. O termo pode ser sinônimo de adoração ou de louvor adorado. Também pode significar esplendor, magnificência e bem-aventurança, em sentido terrestre ou celestial. A própria presença  de Deus pode ser chamada de glória, por causa de seu estado exaltado.

CINCO PASSOS IMPORTANTES PARA ALCANÇARMOS À GLÓRIA DE CRISTO

1. Obter o conhecimento de Cristo Jesus. Sim, deveras considero tudo como perda, por causa da sublimidade do conhecimento de Cristo Jesus, meu Senhor; por amor do qual perdi todas as coisas e as considero como refugo, para ganhar a Cristo e ser achado nele, não tendo justiça própria, que procede de lei, senão a que é mediante a fé em Cristo, a justiça que procede de Deus, baseada na fé; para o conhecer, e o poder da sua ressurreição, e a comunhão dos seus sofrimentos, conformando-me com ele na sua morte; para, de algum modo, alcançar a ressurreição dentre os mortos.” Filipenses 3: 8-11

“ Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará” João 8:32

A. Conhecer Jesus é experimentar a sua essência divina e a vida eterna. “E a vida eterna é esta: que te conheçam, a ti só, por único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem enviaste.” João 17:3

B. Conhecê-lo é experimentar da glória de Deus. “Assim diz o SENHOR: Não se glorie o sábio na sua sabedoria, nem se glorie o forte na sua força; não se glorie o rico nas suas riquezas, Mas o que se gloriar glorie-se nisto: em me entender e me conhecer, que eu sou o SENHOR, que faço beneficência, juízo e justiça na terra; porque destas coisas me agrado, diz o SENHOR.” Jeremias 9:23,24

C. Conhecê-lo é experimentar a tri-unidade divina. “Eu lhes tenho transmitido a glória que me tens dado, para que sejam um, como nós o somos; eu neles, e tu em mim, a fim de que sejam aperfeiçoados na unidade, para que o mundo conheça que tu me enviaste e os amaste, como também amaste a mim. Pai, a minha vontade é que onde eu estou, estejam também comigo os que me deste, para que vejam a minha glória que me conferiste, porque me amaste antes da fundação do mundo.” João 17:22-24

D.  Conhecê-lo é experimentar o seu amor em toda a Sua plenitude. “Por esta causa, me ponho de joelhos diante do Pai, de quem toma o nome toda família, tanto no céu como sobre a terra, para que, segundo a riqueza da sua glória, vos conceda que sejais fortalecidos com poder, mediante o seu Espírito no homem interior; e, assim, habite Cristo no vosso coração, pela fé, estando vós arraigados e alicerçados em amor, a fim de poderdes compreender, com todos os santos, qual é a largura, e o comprimento, e a altura, e a profundidade e conhecer o amor de Cristo, que excede todo entendimento, para que sejais tomados de toda a plenitude de Deus. “Efésios 3:14-19; ver ainda, II Cor 5:14ss

2. Participar da comunhão dos seus sofrimentos.Amados, não estranheis o fogo ardente que surge no meio de vós, destinado a provar-vos, como se alguma coisa extraordinária vos estivesse acontecendo; pelo contrário, alegrai-vos na medida em que sois co-participantes dos sofrimentos de Cristo, para que também, na revelação de sua glória, vos alegreis exultando. Se, pelo nome de Cristo, sois injuriados, bem-aventurados sois, porque sobre vós repousa o Espírito da glória e de Deus.” I Pedro 4:12-14; ver ainda,  Mateus 5:11,12; Romanos 8:17

3. Conformar-se com sua morte. “Vemos, todavia, aquele que, por um pouco, tendo sido feito menor que os anjos, Jesus, por causa do sofrimento da morte, foi coroado de glória e de honra, para que, pela graça de Deus, provasse a morte por todo homem.  Porque convinha que aquele, por cuja causa e por quem todas as coisas existem, conduzindo muitos filhos à glória, aperfeiçoasse, por meio de sofrimentos, o Autor da salvação deles.” Hebreus 2:9-10

4. Abandonar todo pecado e rebelião conformando-se a Sua imagem e semelhança. “Porquanto aos que de antemão conheceu, também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que ele seja o primogênito entre muitos irmãos. E aos que predestinou, a esses também chamou; e aos que chamou, a esses também justificou; e aos que justificou, a esses também glorificou.” Romanos 8:29,30;  ver ainda, Tito 2:11-14; Judas 24,25; II Pedro 1: 3,4

5. Participar das promessas de Deus a ser reveladas nos céus. “Vede que grande amor nos tem concedido o Pai, a ponto de sermos chamados filhos de Deus; e, de fato, somos filhos de Deus. Por essa razão, o mundo não nos conhece, porquanto não o conheceu a ele mesmo.  Amados, agora, somos filhos de Deus, e ainda não se manifestou o que haveremos de ser. Sabemos que, quando ele se manifestar, seremos semelhantes a ele, porque haveremos de vê-lo como ele é. E a si mesmo se purifica todo o que nele tem esta esperança, assim como ele é puro.” I João 3:1,2; ver ainda Mt 25:31

Somos salvos por Deus através da morte de Jesus Cristo, para sermos semelhantes a Ele como filho bendito, e experimentarmos toda a glória, toda a alegria reservada por Deus aos seus filhos, antes da fundação do mundo. Efésios 1:4; I Pedro 1:18-20, Apocalipse 13:8

Você também é convidado a participar dessa glória reservada a todos aqueles que obedecerem ao chamado de Deus.

Pr Francisco Nascimento

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s