A GLÓRIA DA IGREJA


A GLÓRIA DA IGREJA

Se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e me buscar, e se converter dos seus maus caminhos, então eu ouvirei dos céus, perdoarei os seus pecados e sararei a sua terra

(II Crônicas 7.14)

O rei Salomão havia acabado de construir o templo ao nosso Deus e experimentava uma visão extraordinária: A Glória de Deus invadiu o templo que fora construído.

Deus ama o templo e faz dele sua morada. É no templo que Ele manifesta a sua glória e realiza suas maravilhas.

Nós somos templos vivos de Deus na terra, Tabernáculo de Deus, Santuário do Altíssimo. I Cor 3:16; 6:19,20; II Cor 6:16. O templo de tijolos é o lugar onde os ‘templos vivos’ se reúnem, para juntos, em um só espírito  glorificarem a presença do Todo-Poderoso, é quando a  Glória de Deus se revela no meio dos louvores.

Salomão e o povo de Israel ficaram extasiados com a glória de Deus, todos se maravilharam. Todos comentavam: “Deus está conosco, Deus está conosco, todos os nossos inimigos sucumbirão!” Fizeram festa, regozijaram-se, comeram e beberam, e ficaram alegres por ter Deus se manifestado no meio deles.

Salomão foi dormir naquela noite, muito feliz, por ter visto  a alegria do povo e por ter contemplado a glória de Deus. Na mesma noite apareceu Deus a Salomão e lhe deu uma séria advertência, a fim de que pudesse conservar a presença D’ele no templo e de como fazer para recuperar a glória de Deus quando o juízo  viesse sobre a vida de uma nação ou uma pessoa.

O que Deus queria ensinar a Salomão era sobre princípios espirituais. A glória de Deus não pode habitar no templo onde habita o pecado. Os dois são incompatíveis, antagônicos: pecado e presença não vivem juntos. Deus é Santo, o seu templo também deve ser santo.

Disse Deus a Salomão “ Se eu cerrar os céus de modo que não haja chuva, ou se ordenar aos gafanhotos que consumam a terra, ou se enviar a peste entre o meu povo.” II Cron 7:13 O juízo, a disciplina de Deus só acontece quando o povo está em pecado. Quando o mandamento é quebrado, há quebra de princípios espirituais.

Veja o que temos que fazer para recuperarmos quando a glória  é perdida: “Se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e me buscar, e se converter dos seus maus caminhos, então eu ouvirei dos céus, perdoarei os seus pecados e sararei a sua terra” (II Crônicas 7.14).

Quais os princípios que se deve seguir quando se perde a glória de Deus:

  • A primeira coisa a fazer é se humilhar (tirar a soberba do coração, a arrogância e reconhecer o  pecado);
  • Segunda,  orar a Deus ( oração mostra a nossa total dependência D’ele.) ;
  • Terceira, buscá-lo de todo o coração e alma (priorizar Deus a frente de todos os nossos afazeres),
  • Quarta, se converter de seus maus caminhos (mudar de costumes e práticas, de hábitos pecaminosos).

A promessa de Deus para aqueles que buscam seguir os princípios corretos da parte D’ele são estes: “…Então eu ouvirei dos céus, perdoarei os seus pecados e sararei a sua terra. Estarão abertos os meus olhos e atentos os meus ouvidos à oração que se fizer nesse lugar. Porque eu escolhi e santifiquei esta casa, para que nela esteja o meu nome perpetualmente; nela estarão fixos os meus olhos e o meu coração todos os dias.”

A glória da igreja é a presença de Deus, se perdemos a presença dele por causa de pecados, perdemos tudo.

Moisés sabia disso quando disse: “Se tua presença não vai comigo, não nos faça subir desse lugar”. Ex 33:15; Pedro também sabia disso quando disse a Jesus: “ Senhor para quem iremos?  tu tens as palavras da vida eterna; e nós temos crido e conhecido que tu és o Santo de Deus”.

Pr Francisco Nascimento

5 comentários sobre “A GLÓRIA DA IGREJA

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s