A SOBERANIA DE DEUS


soberaniadedeus

“Ao SENHOR pertence a terra e tudo o que nela se contém, o mundo e os que nele habitam. 2 Fundou-a ele sobre os mares e sobre as correntes a estabeleceu.” Salmo 24:1,2

Deus é soberano, isto é, ele tem o direito absoluto de governar suas criaturas e delas dispor como lhe apraz. ( Daniel 4:35; Mateus 20:15; Romanos 9:21 ) Ele possui esse direito em virtude de sua infinita superioridade, de sua posse absoluta de todas as coisas, e da absoluta dependência delas perante ele para que continuem a existir. Desta maneira, tanto é insensatez, como transgressão, censurar os seus caminhos.

A soberania de Deus consiste em sua onipotência, expressa em relação ao mundo criado, mormente no tocante à responsabilidade moral das criaturas diante dele. Visando a um benfazejo, e executando o seu plano eterno para a criação inteira e para os homens, Deus exerce autoridade absoluta, amoldando todas as coisas e todos os acontecimentos à semelhança do que faz o oleiro com  o monte de barro amassado. Romanos 9:19 “Dir-me-ás então: Por que se queixa ele ainda? Porquanto, quem tem resistido à sua vontade?”

A Bíblia nos ensina que essa soberania é exercida tendo em vista galardoar a piedade e castigar a rebeldia. É o que se vê em trechos como o de Romanos 11:22 que diz: Considera, pois, a bondade e a severidade de Deus: para com os que caíram, severidade; mas para contigo, benignidade, se permaneceres na sua benignidade; de outra maneira também tu serás cortado.”

Isso nos permite chegar à conclusão de que Deus não age arbitrariamente, movido pelo capricho, quando determina todas as coisas segundo os ditames de sua soberana vontade.

Porém, se rebrilha mais intensamente esse governo de Deus sobre as questões morais do bem e do mal, nem por isso devemos esquecer que as próprias forças da natureza lhe estão sujeitas de maneira absoluta. Em sua vida terrena, Jesus mostrou a sua divindade, precisamente, exercendo total controle sobre as forças naturais. Acalmada a tempestade e tranqüilizado o vendaval, os discípulos de Jesus perguntavam uns aos outros:

Mateus 8:27 –  E aqueles homens se maravilharam, dizendo: Que homem é este, que até os ventos e o mar lhe obedecem?

Mateus 5:45 –  Porque faz que o seu sol se levante sobre maus e bons, e a chuva desça sobre justos e injustos.

Mateus 6:30 –  Pois, se Deus assim veste a erva do campo, que hoje existe, e amanhã é lançada no forno, não vos vestirá muito mais a vós, homens de pouca fé?

Isso mostra o controle de Deus sobre todas as cousas que consideramos destituídas de importância.

DOUTRINA DE CONFORTO E SEGURANÇA

Observa D. S. Clarke: A doutrina da soberania de Deus é uma doutrina muito útil e animadora. Se fosse para escolher, qual seria preferível – ser governado pelo fatalismo cego, pela sorte caprichosa, pela lei natural irrevogável, pelo ‘eu’ pervertido e de curta visão, ou ser governado por um Deus sábio, santo, amoroso e poderoso? Quem rejeita a soberania de Deus pode escolher ser governado dentre o que sobra.

“Se Deus é um Espírito, e portanto, uma pessoa, infinita, eterna, imutável em Seu ser e perfeições, o Criador e Preservador do universo. Ele é,  por direito, seu soberano absoluto…    Essa soberania de Deus é a base para paz e confiança para todo Seu povo. Ele se regozija por reinar o Senhor Deus onipotente; nem necessidade, nem acaso, nem a tolice do homem, nem a maldade de Satanás controlam a seqüência de acontecimentos e tudo a eles relacionados.

Quando se fala de soberania de Deus diz respeito que Ele é o criador de todas as cousas visíveis, Deus é o dono de tudo; que Ele, portanto, tem direito absoluto de governar tudo (Mateus 20:15 ); Romanos 9:20,21;  e que Ele, verdadeiramente exerce esta autoridade no universo ( Efésios 1:11 ). Parece–nos que todos têm que concordar também que, assim como os decretos de Deus não se originam da necessidade, nem do capricho ou vontade arbitrária, mas são baseadas em Seu santo e sábio conselho, assim também a soberania de Deus não é exercida na base da vontade arbitrária, mas na do Seu sábio e santo conselho. Hodge diz: “ Apesar desta soberania ser universal e absoluta, é a soberania da sabedoria, santidade e amor.”

Comprovações bíblicas da  Soberania de Deus:

  • Criador dos céus e da terra. I Crônicas 29:11 Salmo 24:1
  • Criador dos homens. Isaías 45:9 ; Ezequiel 18:4
  • Controla todas as cousas pelo seu poder: Daniel 4:35 ; Mateus 20:15
  • Tudo está debaixo do seu propósito soberano: Efésios 1:11
  • Quem é a criatura para questionar o seu criador: Romanos 9:14-24
  • São Dele todas as cousas e tudo está sobre o seu controle. Romanos 11:36; I Timóteo 6:14,15

DEUS É QUE PRESERVA TODAS AS COUSAS PELO SEU PODER

Preservação quer dizer que Deus, através de uma agência contínua, mantém em existência todas as coisas que fez, juntamente com todas Suas propriedades e poderes. Na preservação temos a primeira manifestação do governo soberano de Deus.

As Escrituras ensinam que, apesar de Deus ter descansado após haver completado a obra da criação e haver estabelecido uma ordem de forças naturais, Ele Ainda continua Sua atividade de sustentar  o universo e seus poderes. Mais especificamente ainda elas ensinam que Cristo é o agente mediador na preservação, assim como foi o   agente mediador na criação.

Algumas partes das Escrituras falam de Sua atividade preservadora de uma  maneira abrangente:  Por exemplo:

ü      Ele guarda com vida a todos. Neemias 9:6 ; Atos 17:28

ü      Nele todas as cousas subsistem. Colossenses 1:17

ü      Nele tudo se sustenta. Hebreus 1:3; Salmo 66:9

ü      Nele tudo se conserva. Salmo 36:6

ü      Nele tudo é preservado principalmente os justos. Provérbios 2:8; Salmo 37:28,29

O QUE SIGNIFICA A SOBERANIA DE DEUS PARA MIM

Que Deus desde a eternidade sempre me amou. Jeremias 31:3 Ele me formou no seio de minha mãe. Salmo 139:14-16 ; Salmo 22:9,10 Ele me elegeu e me predestinou para ser Dele antes da fundação do mundo. Efésios 1:3-6 Ele há de completar a Sua vontade em minha vida. I Pedro 5:10

Os acontecimentos de Deus na minha vida estão dentro da Sua Soberana vontade. Romanos 8:28 Nada e ninguém  vai me separar do propósito de Deus para a minha vida. João 10:28 ; II Timóteo 4:18 ; Romanos 8:35-39

Três passos importantes de como alcançar a plenitude de Deus em nossas vidas:

  1. Nunca esquecer que fomos feitos a imagem e semelhança de Deus.
  2. Precisamos crer no poder da oração e praticá-la diariamente.
  3. Confiar na soberania de Deus no mundo e na minha vida.

Pr Francisco Nascimento

5 comentários sobre “A SOBERANIA DE DEUS

  1. pr. ñ entendi mt bem sobre a predestinação, pq em joao 3:16 diz, que DEUS amou o mundo de tal maneira que enviou seu filho para morrer por todos, se ouve-se predestinaçao ñ havia nessecidade de tudo isto, aguardando resposta

  2. Caro Ricardo, o texto diz “…para todo aquele que nEle crer…”. Isso não exclui a predestinação, pois só crerá auqele eleito desde a fundação do mundo pelo Pai (Ef 1:4); tiveram os pecados remidos em Cristo (Rm 5); e receberam essa obra maravilhosa de Cristo atraves do Espírito Santo, selo ou penhor da salvação ((Ef 1:12-14). Se qualquer homem pecador chegará à fé verdadeira, este precisará de uma obra de Deus na sua vida. Essa obra divina é feita pela graça de Deus através de uma operação do Espírito Santo. O sacrifício de Cristo é suficiente para remir a todos claro, porém, essa remissão foi somente para os eleitos. Mt. 20:28: “Bem como o filho do homem não veio para ser servido, mas para servir, e para dar a sua vida em resgate de muitos.” Não de todos. Não esqueça disso: “Com efeito, quase todas as coisas, segundo a lei, se purificam com sangue; e, sem derramamento de sangue, não há remissão.”
    Hebreus 9:22.

  3. A Bíblia na verdade precisa ser muito bem estudada. Pois ela, aos olhos natural torna-se incompreensível em virtude, dela deixar margens para se acreditar tanto na predestinação quanto no livre arbítrio. Gostaria de saber o que significa quando Jesus disse: “Quem crê em mim ainda que morra, viverá eternamente”. “Quem crê” dá a idéia de escolha do próprio homem, como sendo o livre arbítrio. Embora não encontremos a palavra livre arbítrio na Bíblia, os teólogos e pastores Pentecostais e Batistas, a utilizam por dedução.
    Gostaria que algumas das passagens que por dedução deixam margem para o livre arbítrio, fosse explicada dando o real significado delas.
    Me mande para o e-mail: pontana@ig.com.br.
    Fico no aguardo.
    Grande abraço

  4. A palavra discutida ja nos diz tudo pq livre arbitro e a nossa livre escolha mateus 5:27 deixa claro que a nossa palavra tem que ser sim,sim ou não,não….
    entaum temos escolha de respondeer sim ou nao

    e a palavra predestinação faz parte do livre arbitrio,pq é PRÈ DEStiNADO
    ou quase destinado
    entao eu posso escolher em ser destinado ou nao por isso o predestinado

  5. A bíblia não pode se contradizer. Se ela adverte:”…aquele que está em pé cuide para que não caia”, como pode haver predestinação. A predestinação feriria a liberdade de escolha e Deus deu ao homem o livre arbítrio. Existem vários outros textos que corroboram isso: “…não deixe que ninguém tome a sua coroa.” e vários outros.
    Lembre-se: Deus não é Deus de confusão e a bíblia não pode se contradizer.
    Um abraço!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s