O BOM COMBATE DA FÉ


O BOM COMBATE DA FÉ

“Porque eu já estou sendo oferecido por libação, e o tempo da minha partida está próximo. Combati o bom combate, completei a carreira, guardei a fé. Desde agora, a coroa da justiça me está guardada, a qual o Senhor, justo juiz, me dará naquele dia; e não somente a mim, mas também a todos os que amarem a sua vinda.” 2 Timóteo 4:6-8

De tempo em tempo faz-se necessário pararmos e reavaliarmos como estamos procedendo, e se de fato, nossa conduta está agradando a Deus.

Poucos são os que param e refletem, avaliam sobre sua vida, seu comportamento pessoal e inter-pessoal e cheguem a conclusões que os levem as mudanças interiores e exteriores, que pautadas à luz do Evangelho, demonstrem amadurecimento espiritual e crescimento na vida cristã.

Esse pode ser o momento mais oportuno para um mergulho interior verdadeiro; o avaliar de palavras, ações, pensamentos e intenções; e pesando todas essas coisas, avaliarmos se o que somos, temos e fazemos tem servido para a honra e glória de Deus e amor ao próximo.

Concluída a avaliação, por certo detectaríamos os pontos de mudança; reconstrução e reconciliação. Passemos então, ao próximo passo: firmar propósitos e renovar a Aliança com Deus. Por fim o abandono completo do pecado, a disposição para o serviço, para a prática do amor e da santidade diante de Deus e dos homens.

Todo aquele que ama a Deus, examina-se constantemente, para que seus inimigos espirituais não possam encontrar brechas e Deus possa ser mais testemunhado. “Examinai-vos a vós mesmos, se permaneceis na fé; provai-vos a vós mesmos. Ou não sabeis quanto a vós mesmos, que Jesus Cristo está em vós? Se não é que já estais reprovados.” 2 Coríntios 13:5

Com o apóstolo Paulo, não foi diferente. Dentre as muitas avaliações que por certo deve ter feito, a Bíblia nos relata aquela do final de sua vida. Mesmo deparando com a morte à sua porta, longe de ter um espírito de tristeza, de dor, ou decepção, proferiria as seguintes palavras, que demonstram o sentimento de dever cumprido: “ Quanto a mim, estou sendo já oferecido por libação, o tempo da minha partida é chegado. Combati o bom combate, completei a carreira, guardei a fé.” II Timóteo 4: 6,7

COMBATENDO O BOM COMBATE DA FÉ

“…Combati o bom combate..”

Para que se compreenda melhor a caminhada cristã até a vida eterna, Paulo utiliza-se de uma comparação: A vida cristã é semelhante a uma luta corpo a corpo, como o boxe, por exemplo, ou até mesmo a uma corrida de atletismo, a uma maratona, onde para que se atinja o alvo é necessário obediência às regras pré-estabelecidas, tempo gasto em treinos, perseverança, determinação, renúncia, esforço, luta… A todos os vitoriosos na maratona, no combate cristão está reservado um prêmio eterno: “ A coroa da justiça”.

UMA LUTA DIFICIL

A vida cristã não é fácil como muitos pensam e até propagam. A primeira batalha que enfrentamos está em nós, é interna; nosso caráter e temperamentos irredutíveis, pecados não confessos e não abandonados que impedem uma maior aproximação com Deus. O velho homem que perdendo seu predomínio através da regeneração quer outra vez sobrepor-se ao novo homem que busca andar em santidade. Como diria o apóstolo Paulo aos Romanos: “Porque sei que em mim, isto é; na minha carne, não habita bem nenhum; pois o querer bem está em mim; não, porém, o efetuá-lo. Porque não faço o bem que prefiro, mas o mal que não quero esse faço.” Romanos 7:18,19

Nessa mesma preocupação, também o apóstolo Pedro diz mais adiante: Tornai-vos santos em todo o vosso procedimento.” I Pedro 1:15

A vitória virá a uma vida disciplinada diante de Deus.

A segunda batalha que enfrentamos é a externa: perseguições, decepções, hipocrisias. Projetos iníquos que tramam nossa queda, disputas prejudiciais, ciúmes, contendas, mentiras, injustiças, murmurações, inveja, falta de amor e misericórdia, solidão, indiferença, justiças humanas.

Alguns não suportam a luta. Sucumbem diante das dificuldades, das decepções, abandonam o campo, a igreja, não chegam ao final.

O apóstolo nos fala de um bom combate, porque tem propósitos nobres e eternos. O resgate de vidas prisioneiras do pecado, alvo maior de todos os legítimos sacerdotes de Cristo.

Você é convocado a não só engrossar as fileiras desse pelotão de combate, mas a lutar, sem nunca retroceder, em pé, até o fim, respondendo a soberana vocação do crente em Jesus.

COMPLETANDO A CARREIRA CRISTÃ

“… Completei a carreira.”

A vida cristã é retratada como uma carreira repleta de obstáculos, dificuldades, mas conferida de uma força sobrenatural, advinda do próprio Deus; por isso, não se admite curso incompleto, a vitória é conferida aos que chegarem ao fim.

A carreira exige dedicação, coragem e poder espiritual, pois de outro modo será impossível concluí-la com êxito.

Cristo exige total dedicação. A vitória também é experimentada em nossa vida diária através de uma atitude denominada fé. “ Sê fiel até a morte, e dar-te-ei a coroa da vida.” Apocalipse 2:10

GUARDANDO A FÉ

“ … Guardei a fé.”

Essa confissão de Paulo é a mais importante declaração: Guardar a fé é o ponto fundamental em toda a vida do crente. Muitos até conseguem passar anos a fio dentro de uma igreja, pertencer a organizações religiosas, mas poucos são os que se mantêm sinceros e fiéis à Palavra de Cristo em toda a sua totalidade. Como diz o apóstolo Paulo em II Corintios 11:3 “ Mas receio que assim como a serpente enganou a Eva, com a sua astúcia, assim também sejam corrompidas as vossas mentes e se apartem da simplicidade e pureza devidas a Cristo.”

O que significa então guardar a fé de forma concisa e essencial?

Esforçar-se a cada dia para ser um verdadeiro cristão, fazer justiça ao nome pelo qual somos conhecidos.

Confiar na mensagem do Evangelho, sem adições e corrupções, a despeito de pregações e pregadores.

Defender a fé contra os assédios da heresia. Propagar a fé aos perdidos. Ensinar a fé em toda a sua pureza aos novos convertidos. Ser modelo de fidelidade e tenacidade em busca da soberana vocação.

Nunca desistir diante dos obstáculos, perseguições humanas. Confiar em Jesus olhando sempre para Ele e buscando n’Ele a sua ajuda.

O apóstolo Paulo, faz uma avaliação sincera de sua vida cristã, observada à luz do Evangelho, As vitórias que alcançou, não obstante as muitas lutas que enfrentou. Em todas foi vencedor, pois não perdera a fé.

Quantos de nós, como Paulo, podemos no final de nossa avaliação, se tivermos coragem de enfrentar a nós mesmos, fazermos de suas palavras as nossas?

Temos guardado a fé em Cristo? Ou as lutas há muito já nos afastaram Dele e nos reduziram em cristãos nominais?

Paulo tinha certeza de que sua fidelidade a Deus seria recompensada com a vida eterna e os galardões só experimentados nela.

Creia meu irmão, que só essa certeza inabalável de Paulo, vivida também em nossas vidas, poderá nos levar a desfrutar de uma vida abundante de vitórias já aqui na terra dos viventes e também na vida porvir, na gloriosa e amorosa companhia de Jesus.

Você está disposto? Creia somente. E seja fiel até a morte.

Pr Francisco Nascimento

4 comentários sobre “O BOM COMBATE DA FÉ

  1. Glória Deus, uma mensagem poderoso, para todo aquele que deseja verdadeiramente ser um embaixador de cristo nesta terra, temos que lutar até o fim, o reino de Deus é conquistado por esforça, que deus abençoe o amado irmão. Meu nome é Charles Aragão. Membro da Comunidade Cristã de Renovação Espiritual de Nova Friburgo.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s