O PODER DA FALA


O PODER DA FALA

“Tendo, porém, o mesmo espírito da fé, como está escrito: Eu cri; por isso, é que falei. Também nós cremos; por isso, também falamos” II Coríntios 4:13

A fala é um dos principais veículos de comunicação entre os homens. Tem o poder de gerar vida ou morte, saúde ou doença, alegria ou tristeza, esperança ou inquietação, paz ou guerra. Pv 18:20,21

Mas a fala não é só um condutor de comunicação, é o próprio individuo que é expresso em sua linguagem, demonstrando o seu caráter, sua personalidade, suas intenções, ou seja, o que está intrínseco no mais profundo do seu ser.

É na observação do que é expresso através da fala, que um médico, um psicólogo, um terapeuta, pode diagnosticar uma patologia que está implícita em comportamentos tidos como anti-sociais.

Jesus ensina que a fala é o substrato de uma atitude interna da alma: “Raça de víboras, como podeis falar coisas boas, sendo maus? Porque a boca fala do que está cheio o coração. O homem bom tira do tesouro bom coisas boas; mas o homem mau do mau tesouro tira coisas más.” Mateus 12:34,35

A palavra é forte e contundente: Porque a boca fala do que está cheio o coração.” Essa expressão nos leva a meditarmos sobre o que temos falado. O que tem saído de nossa boca pode sim, descrever o estado de nossa alma.

Existe uma expressão filosófica que diz: “Conhece-te a ti mesmo” O Salmista pede ajuda divina para melhor descrever as suas complexidades mais profundas: “Examina-me, SENHOR, e prova-me; sonda-me o coração e os pensamentos.” Salmo 26:2

É isso! Um olhar para dentro, para a alma, através daquilo que falamos nos revelará o estado em que se encontra estabelecido o que cremos, o que esperamos e o que somos. O que somos é aquilo que falamos.

Falar o que cremos. Essa é a expressão da substância de fé que está implícito em nossos corações.

Nossa fala muitas vezes está carregada de desânimo, de fracasso, de derrota, de morte, porque não temos conhecimento, nem crido nas promessas de vitórias escritas na Palavra de Deus, reservadas para aqueles que nele esperam. “Porque desde a antiguidade não se ouviu, nem com ouvidos se percebeu, nem com os olhos se viu Deus além de ti, que trabalha para aquele que nele espera.” Isaías 64:4

A nossa fala de derrotas, não faz só mal a nós mesmos, mas principalmente aqueles que estão ao nosso lado, nossos amados, que esperam de nós uma postura e uma linguagem de esperança e fé.

Paulo, o grande apóstolo, nessa passagem que lemos no ínicio, fala do “Espírito da fé” que devemos ter, mas ele vai mais profundo e diz qual o caráter e o procedimento que devemos ter, nos muitos embates da vida. Ele diz: “Tendo, porém, o mesmo espírito da fé, como está escrito: Eu cri; por isso, é que falei. Também nós cremos; por isso, também falamos.”

Paulo diz: “Como está escrito, eu cri por isso falei…” Havia algo que o motivava a falar com convicção a respeito do seu procedimento: A sua fé e motivação vinham das Sagradas Escrituras. A meditação na lei de Deus era a sua prática diária. Essa fé na palavra o fazia viver e falar com convicção às verdades que estavam escritas.

De fato, a fé brota na alma pelo ouvir, ler, meditar na Palavra: “E, assim, a fé vem pela pregação, e a pregação, pela palavra de Cristo.” Romanos 10:17

Deus adverte Josué que a prosperidade e vitória na vida dele viriam em falar e meditar na Palavra de dia e de noite: “Não cesses de falar deste Livro da Lei; antes, medita nele dia e noite, para que tenhas cuidado de fazer segundo tudo quanto nele está escrito; então, farás prosperar o teu caminho e serás bem-sucedido.” Josué 1:8

Aos Colossenses Paulo exorta que a Palavra deveria habitar ricamente nos corações: “Habite, ricamente, em vós a palavra de Cristo; instruí-vos e aconselhai-vos mutuamente em toda a sabedoria, louvando a Deus, com salmos, e hinos, e cânticos espirituais, com gratidão, em vosso coração.” Cl 3:16

Ao seu discípulo e pastor Timóteo, Paulo diz: “Ninguém despreze a tua mocidade; pelo contrário, torna-te padrão dos fiéis, na palavra, no procedimento, no amor, na fé, na pureza. Até à minha chegada, aplica-te à leitura, {leitura: leitura pública das Escrituras} à exortação, ao ensino.” I Timóteo 4:12,13

Tu, porém, permanece naquilo que aprendeste e de que foste inteirado, sabendo de quem o aprendeste e que, desde a infância, sabes as sagradas letras, que podem tornar-te sábio para a salvação pela fé em Cristo Jesus. Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção, para a educação na justiça, a fim de que o homem de Deus seja perfeito e perfeitamente habilitado para toda boa obra.” I Timóteo 3:14-17

“Conjuro-te, perante Deus e Cristo Jesus, que há de julgar vivos e mortos, pela sua manifestação e pelo seu reino: prega a palavra, insta, quer seja oportuno, quer não, corrige, repreende, exorta com toda a longanimidade e doutrina. Pois haverá tempo em que não suportarão a sã doutrina; pelo contrário, cercar-se-ão de mestres segundo as suas próprias cobiças, como que sentindo coceira nos ouvidos; e se recusarão a dar ouvidos à verdade, entregando-se às fábulas. Tu, porém, sê sóbrio em todas as coisas, suporta as aflições, faze o trabalho de um evangelista, cumpre cabalmente o teu ministério. “ I Timóteo 4:1-5

A fé que Paulo tinha nos escritos de Deus o fazia verbalizar palavras de esperança e vitória, que o fizeram um dos maiores ganhadores de almas que a terra já teve, não obstante, os muitos acontecimentos e ventos contrários que tentavam impedi-lo de avançar nessas conquistas.

“Em tudo somos atribulados, porém não angustiados; perplexos, porém não desanimados; perseguidos, porém não desamparados; abatidos, porém não destruídos; levando sempre no corpo o morrer de Jesus, para que também a sua vida se manifeste em nosso corpo.” II Coríntios 4: 8-10

“Por isso, não desanimamos; pelo contrário, mesmo que o nosso homem exterior se corrompa, contudo, o nosso homem interior se renova de dia em dia. Porque a nossa leve e momentânea tribulação produz para nós eterno peso de glória, acima de toda comparação, não atentando nós nas coisas que se vêem, mas nas que se não vêem; porque as que se vêem são temporais, e as que se não vêem são eternas.” II Coríntios 4:16-18

“Tanto sei estar humilhado como também ser honrado; de tudo e em todas as circunstâncias, já tenho experiência, tanto de fartura como de fome; assim de abundância como de escassez; tudo posso naquele que me fortalece.” Filipenses 4:12,13

“…e, por isso, estou sofrendo estas coisas; todavia, não me envergonho, porque sei em quem tenho crido e estou certo de que ele é poderoso para guardar o meu depósito até aquele Dia.” II Timóteo 1:12

“Quanto a mim, estou sendo já oferecido por libação, e o tempo da minha partida é chegado. Combati o bom combate, completei a carreira, guardei a fé.” II Timóteo 4:6,7

A Salvação de nossa alma está intimamente relacionada à nossa confissão (fala) e atitude de coração. Se, com a tua boca, confessares Jesus como Senhor e, em teu coração, creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo. Porque com o coração se crê para justiça e com a boca se confessa a respeito da salvação.” Romanos 10:9,10

A nossa fala descreve como está o estado de nossa alma. Precisamos de tempo em tempo, analisar com sinceridade o que estamos falando, pois muitas derrotas pode está sendo proferidas, sem que nos apercebermos disso.

A leitura constante na Palavra de Deus, gerará em nossos corações a fé necessária para vencermos todos os embates da vida, e nos fará vitoriosos, conquistando os alvos propostos.

Deus através de Sua Palavra vai gerar em nossos corações pensamentos, conceitos, atitudes, que serão verbalizadas através de uma nova linguagem, a linguagem de um vencedor como de fato somos.

“ Em todas estas coisas, porém, somos mais que vencedores, por meio daquele que nos amou. Porque eu estou bem certo de que nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as coisas do presente, nem do porvir, nem os poderes, nem a altura, nem a profundidade, nem qualquer outra criatura poderá separar-nos do amor de Deus, que está em Cristo Jesus, nosso Senhor.” Romanos 8:37-39

Pr Francisco Nascimento

4 comentários sobre “O PODER DA FALA

  1. Gostei muito dessas pregaçoes pq nao so ajuda na minha vida cotidiana mas tambem na area ministerial, e bom aprendermos a palavra do senhor que se renova a cada dia. que o senhor o abençoe poderosamente! suas pregaçoes escritas tem sido de grande valia e ajuda para mim.

  2. Amado pastor, Deus abençoe muitíssimo tua vida e teu ministério, sempre e sempre. Fui muito edificada por esta mensagem. Ela me veio como alimento do Pai celestial. O nosso desejo seja agir assim como nos foi ministrado e Cristo, o Senhor nos habilitará e nos capacitará a não sermos somente ouvintes, mas ouvintes e praticantes da sua palavra. Deus abençoe grandemente a tua família e continue-os usando de forma maravilhosa a abençoar mais e mais vidas. A paz do Senhor.

  3. A BOCA FALA DO QUE ESTÁ CHEIO O CORAÇÂO
    (LC.6.45)
    (EC.51.33) Eu abri a minha boca e disse: (IS.66.5) Ouví a palavra do Senhor, vós que a temeis; (IS.30.15) porque assim diz o Senhor Deus, o Santo de Israel: (JB.3.27) O homem não pode receber cousa alguma, se do céu não lhe for dada: (LS.7.15) Mas Deus me fez a graça de que eu fale segundo o que sinto, e de que presumisse cousas dignas destas que me são dadas; (EF.3.16) para que, segundo a riqueza da sua sabedoria, vos conceda que sejais fortalecidos com poder, mediante o seu Espírito no Homem interior; (2TS.3.2) e para que sejamos livres dos homens perversos e maus; porque a fé não é de todos: (IS.22.4) Portanto digo: (AP.2.7) Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas: AP.13.10) Aqui está a perseverança e a fidelidade dos Santos: (EF.3.8) A mim, o menor de todos os Santos, me foi dada a graça de pregar aos gentios o Evangelho das insondáveis riquezas de Cristo; (RM.7.22) porque no tocante ao Homem Interior, tenho prazer na Lei de Deus:
    (RM.9.1) Digo a verdade em Cristo, não minto, testemunhando comigo, no Espírito Santo, a minha própria consciência: (1CO.9.3) E a minha defesa perante os que me interpelam é esta: (DT.4.20) Como hoje se vê: (EF.4/4/6) Há somente um corpo e um Espírito, como também fostes chamados, numa só esperança da vossa vocação; há somente um Senhor, uma só fé, um só batismo, um só Deus, e Pai de todos, o qual é Senhor de todos, age por meio de todos, e está em todos: (TG.4.12) Há um só legislador e Juiz; (TM.2.5) porquanto há um só Deus e um só mediador entre Deus e os Homens, Cristo Jesus, Homem:
    (IS.46.5) A quem me comparareis para que Eu seja seu semelhante? (JÓ.6.28) Agora, pois, se sois servidos, olhai para mim e vede que não minto na vossa cara: (JÓ.33.3) As minhas razões provam a sinceridade do meu coração, e os meus lábios proferem o puro saber: (GL.1.20) Ora, acerca do que vos escrevo, eis que diante de Deus testifico que não minto; (1PE.2.6) pois isso está na Escritura:

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s