CÁRCERE DA ALMA



É SÓ CLICAR EM CIMA

 

“ Tira a minha alma do cárcere, para que eu dê graças ao teu nome; os justos me rodearão quando me fizeres esse bem” Salmo 142:7

A filosofia de Platão, 428 a. C, teve uma grande influência no mundo ocidental. Em um dos seus tratados filosóficos, dizia que a alma humana é prisioneira do corpo e por isso deve buscar a libertação como de um cárcere. Essa libertação, durante a vida terrena, começa e progride, segundo a filosofia, que é a separação espiritual da alma do corpo, e se realiza com a morte, separando-se, então, na realidade, a alma do corpo.

Diferentemente da filosofia platônica, a alma, segundo a filosofia de Jesus Cristo, está aprisionada em seus mais perversos sentimentos: de culpa, angústia, tristeza, mágoa, medo, amargura, ódio, revolta, solidão e dor.

“ Porque estou aflito e necessitado, e, dentro de mim, sinto ferido o coração.” Salmo 109:22

A alma está ferida. Mortalmente ferida, e cambaleia desnorteada, sem rumo. Esses sentimentos mortíferos são verdadeiros verdugos, atormentadores, que dilaceram as forças e destroem a perspectiva de vida, relativizando a morte, tornando-a uma alternativa suave.

A alma aprisionada vê como escape de suas dores e frustrações a busca de uma liberdade nem que seja efêmera, passageira. Para tanto, ela se envereda pela noite e se consolida nas orgias, bebedices, drogas e prostituição.

Frustrada e perdida, derrama suas lágrimas de desolação com aquele que também precisa de socorro, e se encontra na mesma situação de aprisionamento. São os peregrinos da madrugada, que fazem da noite seu dia, e do dia sua noite. A noite é desejada, pois traz a falsa sensação de segurança, escape das frustrações e refúgio das transgressões.

São quatro os sentimentos que mais perturbam a alma humana, deixando-a frustrada, dividida, equivocada em seus múltiplos comportamentos e ações: Tristeza, que destrói a alegria, a esperança e a paz. Angústia, que adoece a alma, mina a força e a disposição para o trabalho. Medo, é um gigante que paralisa a coragem e a força, trazendo um profundo sentimento de inabilidade, incompetência e derrota. Sentimento de culpa, é um verdugo, que atormenta a consciência, destruindo as emoções, frustrando os sonhos de perdão, restituição e vitória.

“Pois o inimigo me tem perseguido a alma, tem arrojado por terra minha vida; tem-me feito habitar na escuridão, como aqueles que morreram a muito. Por isso dentro em mim esmorece o meu espírito, e o coração se vê turbado.” Salmo 143:3,4

O salmista Davi, no salmo 38, demonstra uma profundidade filosófica invejável. Ele disseca o quadro dramático de uma alma perturbada e assaltada por sentimentos antagônicos que lhe perturbam trazendo-lhe diversas conseqüências avassaladoras:

Sensação de estar sendo punido por Deus. “Não me repreendas, Senhor, na tua ira, nem me castigues no teu furor, cravam-se em mim as tuas setas, e a tua mão recai sobre mim.”Vs 1-2. Sentimento de culpa. “Não há parte sã na minha carne, por causa da tua indignação, não há saúde nos ossos por causa do meu pecado. Pois se elevam acima de minha cabeça as minhas iniqüidades; como fardos pesados excedem as minhas forças.” Vs 3-4. Ferida no corpo. “Tornam-se infectas e purulentas as minhas chagas, por causa da minha loucura… Ardem os lombos e não há parte sã na minha carne.”Vs 5,7 Ferida na Alma: Abatimento. “Sinto-me encurvado e sobremodo abatido, ando de luto o dia todo.” Vs 6 Aflição. “Estou aflito e mui quebrantado; dou gemidos por efeito do desassossego do meu coração.” Vs 8 Ansiedade. “Na tua presença estão os meus desejos todos, e a minha ansiedade não te é oculta.” Vs 9 Taquicardia (coração acelerado). “Bate-me excitado o coração, falta-me ás forças…” Vs 10 Olhos sem brilho, sem esperança. “…e a luz dos meus olhos essa mesma já não está comigo” Vs 10 Abandono de parentes e amigos. “Os meus amigos e companheiros afastam de minha praga; os meus parentes ficam longe.”Vs 11

Como vencer os gigantes que dilaceram a alma, aprisionando-a em sentimentos perturbadores e destruidores?

No salmo 142, o salmista nos ensina como vencer esses gigantes. A oração é de uma sinceridade sem igual. Ele derrama perante Deus suas queixas, suas dores, suas frustrações. Então, chora, clama e pede socorro.

Como precisamos pedir socorro de Deus!

“Ao Senhor ergo a minha voz e clamo, com minha voz suplico ao Senhor. Derramo perante Ele a minha queixa, à sua presença exponho a minha tribulação. Quando dentro em mim esmorece o espírito, conheces a minha vereda. No caminho que ando me ocultam armadilha. Olha a minha direita e vê, pois não há quem me reconheça, nenhum lugar de refúgio, ninguém que por mim se interresse. A ti clamo, Senhor; e digo: Tu és o meu refúgio, o meu quinhão na terra dos viventes. Atende ao meu clamor, pois me vejo muito fraco. Livra-me dos meus perseguidores. Tira a minha alma do cárcere, para que eu dê graças ao teu nome; os justos me rodearão quando me fizeres esse bem.” Salmo 142

Como pássaro que canta ao amanhecer, livre, pulando de galho em galho, assim a nossa alma anseia por liberdade. A nossa alma foi criada para desfrutar da felicidade, do amor e da valorização.

“ Se, pois, o Filho (Cristo) vos libertar, verdadeiramente sereis livres.” João 8:36

“ Porque vós, irmãos, fostes chamados à liberdade…” Gálatas 5:13a

A nossa alma anseia por Deus, por que nele está a verdadeira liberdade, para amar e ser amado, para distribuir alegria por onde passar.

“ Aguardo o Senhor, a minha alma o aguarda; eu espero na sua palavra. A minha alma anseia pelo Senhor, mas do que os guardas pelo romper da manhã, mais do que os guardas pelo romper da manhã ” Salmo 130:5,6

Quando rompe a manhã e o sol prenuncia a sua chegada, a minha alma anela por ti. Dizes ao meu coração com uma voz tênue e suave; uma hora soprando em meus ouvidos, outra hora, despertando-me com cânticos espirituais: ‘Busca a minha presença, pois na minha presença há vitória, na minha presença há libertação, na minha presença, há plenitude de alegria”.

Muitas vezes, desejando ficar mais um pouco na cama, não obstante, a voz de Deus me chamar, minha alma vendo-me vacilar, clama: ‘busca o teu Senhor, teu Criador e amado teu, só ele te satisfaz’. E então chegando à presença Senhor, através de louvores e adorações, sou inundado pelo amor de Deus e a minha alma é saciada pela Sua presença.

Pr Francisco Nascimento

Entre em nosso SITE; http://www.francisconascimento.com.br

About these ads

6 comentários sobre “CÁRCERE DA ALMA

  1. essa palavra veio na hora certa pra mim, estava justamente fazendo um estudo sobre problemas da alma….Deus o abençõe Pr. Graça e Paz..

  2. Nessa madrugada sinto muito desejo por Deus e essa mensagem me trouxe alivio pra minha Alma. A minha Alma
    anseia por Deus.

  3. estava bucando algo para dividir com os irmãos sobre os gigantes da alma, e
    o que mais me esclareceu foi esta palavra, que continue abençoando, graça e paz. presbitero adilson – barra mansa, rj

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s