ARREPENDIMENTO


ARREPENDIMENTO,

SEM O QUAL NINGUÉM VERÁ O SENHOR

“Depois de João ter sido preso, foi Jesus para a Galiléia, pregando o evangelho de Deus dizendo: O tempo está cumprido e o reino de Deus está próximo; arrependei-vos e crede no evangelho”. Mc 1.14-15

Estamos começando uma nova unidade que visa levar-nos a obedecer a tudo que Deus tem nos ordenado em Cristo. Vou chamar esta unidade de: Os imperativos de Cristo a fim de que todos nós nos conscientizemos do valor e da urgência em obedecer tais imperativos.

O primeiro imperativo a ser estudado é o que é também listado como se fora a primeira determinação de Jesus Cristo, logo no início de sua pregação: “arrependei-vos e crede no evangelho” (Mc 1.15).

I. Arrependimento; A base de tudo!

Não é de estranhar que Marcos afirme ser este o início do ministério de Jesus. Em todos os escritos neotestamentários encontramos o arrependimento colocado como ponto de partida para todas as coisas do cristianismo. Assim é bastante natural que Jesus proclamasse primeiramente aos seus ouvintes que se arrependessem. O arrependimento é, realmente, a condição para a entrada no Reino de Deus.

1. Arrependimento é uma tomada de decisão em relação ao passado. As pessoas, tendo em vista uma nova realidade na qual deseja participar, decide-se a deixar todos os seus velhos caminhos, reconhece que anteriormente caminhou em direção errônea e se volta decididamente para o outro lado.

Neste sentido a mensagem de Jesus não se diferenciou muito da proclamação dos grandes profetas do A. T. . Em seus escritos ressoa constantemente o chamado à conversão, ou seja, ao arrependimento. Jn 3.1-10; Jr. 18:.25-32; Os. 12: 6, etc.

2. Para Jesus era de primordial importância  o primeiro passo:  que a pessoa reconhecesse que até agora não andava nos caminhos de Deus e se decidisse pelo arrependimento; mudar a direção  de seus passos. É  interessante que João Batista usa  as mesmas palavras em sua primeira pregação (Mt 3.2)

3.  A pregação do arrependimento, além do mais, não foi apenas um imperativo anunciado no início do ministério de Cristo. Ela continuou como tônica durante todo o tempo nos ensinos de Jesus – “Não vim chamar justos, e sim pecadores ao arrependimento” (Lc 5.32). Confira nos textos: Lc. 15: 11-14; 19:1-10. Durante todo o seu ministério Jesus continua  a insistir nesta determinação inicial: arrependei-vos!

II – Quatro considerações a respeito do arrependimento

1. A Necessidade do arrependimento - Fica demonstrada desde logo pelo fato de que é impossível ao ser humano caminhar ao mesmo tempo por caminhos divergentes. Não  é possível ir na direção a que o arrastam ao mundo e as seduções do mal e na direção  a que o chama o Reino de Deus. É uma questão de escolha: “ou… ou… “Quem opta pelo Reino tem que desistir do apegar-se ao mundo.” Mt. 6:.24.

2. A urgência do arrependimento – Vem das próprias palavras de Cristo:”… O tempo está cumprido e o Reino de Deus está próximo”. A pregação da Igreja é a de que os tempos do fim são chegados. Não é uma questão de ficar dizendo quando será a segunda vinda ou quando terminarão todas as coisas. Trata-se do fato de que, como o momento em que Jesus iniciou seu ministério, já se iniciou o último capítulo da história humana.

3. A Oportunidade para o arrependimento- por  isso mesmo, é o agora e não o deixar para depois. O fato de que ela existe agora é que aponta para a urgência de ser aproveitada. As portas do Reino foram abertas e todos os que dão conta disso está oferecida a todos os seres humanos, não apenas aos judeus. Esta oportunidade universal é também a razão pela qual não haverá motivo para desculpas futuras assim a oportunidade é de caráter duplo: é porta para a salvação para os que se arrependem, e peso de condenação para os que optam pelo continuar no mundo.

4. A Insuficiência do arrependimento – Este é o ponto em que o imperativo de Jesus se diferencia da pregação dos profetas. Jesus anunciou como pré-condição apenas para sua segunda mensagem. Crer no evangelho!” O arrependimento sem fé é apenas um remorso. Se não houver de nossa parte desejo de desviarmos do nossos caminhos para  seguir nos caminhos do Senhor, não herdaremos a plenitude do Reino de Deus que exige Fé.

III – Arrependimento e confissão

Outro item acrescido na pregação de Jesus que diferencia da pregação dos profetas é o testemunho deste arrependimento, ou seja, a confissão. O arrependimento verdadeiro é testemunhado através de nossa confissão. Arrependimento e confissão são dois lados de uma mesma moeda. A Bíblia garante a todos que confessam, o perdão (I Jo 1.9).

Algumas lições práticas:

1. O arrependimento é a base de tudo que tem a ver como o Reino de Deus. Você tem se arrependido e confessado seus pecados, erros, falhas e tantas coisas?

2. Precisamos entender que este é o tempo oportuno não só necessitamos de arrepender – nos, mas há uma urgência, oportunidade.

3. Não basta dizer que você se arrependeu é preciso confessar e buscar os caminhos de Deus nunca voltar a praticar o que desagrada o Senhor.

A. D.

About these ads

4 comentários sobre “ARREPENDIMENTO

  1. ESTE TEXTO SOBRE O ARREPENDIMENTO E FUNDAMENTAL PRA TODOS NOIS.O MAIOR ERRO NAO E PECAR,E PECAR E NAO SE ERREPENDER,POIS A BIBLIA AFIRMA QUEM CONFESSA E DEIXA ALCANSA MISERICORDIA.O RECONHECIMENTO DOS NOSSOS ERROS NOS ABILITA A ENTRA NO CEU.OS DOIS HOMENS QUE FORAM CRUSCIFICADO COM JESUS E UM EXEMPLO CLARO DISSO,EMQUANTO O DA ESQUERDA SOMBAVA E NAO RECONHECIA SEUS ERROS NAO RECEBEU PERDAO;O DA DIREITA DEMOSTROU ARREPENDIMENTO RECONHECENDO OS SEUS ATOS E COM ISTO RECEBEU DE JESUS ESTA GARANTIA;HOJE MESMO ESTARAIS COMIGO NO PARAISO.ESTA CLARO O SEGREDO DE ENTRA NO CEU,E SO SE ARREPENDER.

  2. EU MIM CHAMO SAMUEL DE JESUS ARAUJO SOU PRESBITERO DA ASSEMBLIA DE DEUS (SETA)EM XINGUARA-PA. GOSTEI MUITO DESTE TEMA ARREPENDIMENTO,E MUITO BOM MEDITAR NO QUE JESUS FEIS POR NOIS E A LICAO QUE ELE NOS DEIXOU.OBRIGADO MEU QUERIDO IRMAO.

  3. A paz do Senhor para o irmão. Quero dizer que gostei muito desta pregação, pois nos dias de hoje muitos pregadores querem pregar somente aquilo que causa impacto a igreja e não o arrependimento. Prega-se muito sobre salvação, mas esquecem de lembrar que o arrependimento tem que vir primeiro.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s