O JUSTO VIVERÁ PELA FÉ



É SÓ CLICAR EM CIMA

 

“Pois não me envergonho do evangelho, porque é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê, primeiro do judeu e também do grego;  visto que a justiça de Deus se revela no evangelho, de fé em fé, como está escrito: O justo viverá por fé.”  Romanos 1:16,17

Foi através desses versículos, lidos acima, que Matinho Lutero conseguiu entender que a salvação não vem através de obras  e nem de méritos pessoais, mas da exclusiva graça de Deus, recebida através do evangelho, que transforma a vida dos ouvintes.

Alguém já disse que se a Bíblia se perdesse e se salvasse apenas o livro de Romanos, já se teria uma idéia do plano de Deus para a humanidade: a salvação das almas, através da obra vicária de Jesus Cristo, na cruz do calvário.

O livro de Romanos, escrito por Paulo, sintetiza de uma maneira maravilhosa a graça de Deus sobre a humanidade, o pecado generalizado, suas conseqüências, e a forma sábia que Deus usa para levar os homens a receberem a salvação, a serem redimidos, justificados, santificados, para um dia viverem com Ele na sua glória.

A grande ação de Deus que é inexplicável para a mente natural: Como pode um Deus justo, salvar um pecador, sem que ferisse a sua santidade? Como ser justo e ao mesmo justificador? Paulo descreve a solução de Deus para uma humanidade perdida, provendo um salvador e ao mesmo tempo sendo justo. “…pois todos pecaram e carecem da glória de Deus, sendo justificados gratuitamente, por sua graça, mediante a redenção que há em Cristo Jesus,  a quem Deus propôs, no seu sangue, como propiciação, mediante a fé, para manifestar a sua justiça, por ter Deus, na sua tolerância, deixado impunes os pecados anteriormente cometidos; tendo em vista a manifestação da sua justiça no tempo presente, para ele mesmo ser justo e o justificador daquele que tem fé em Jesus.” Romanos 3:23-26

Paulo escreveu aos Romanos a fim de fazer uma exposição ordeira e completa das mais importantes verdades cristãs.

PODER TRANSFORMADOR

“Pois não me envergonho do evangelho, porque é o poder de Deus para asalvação…” Rm 1:16ª

Por 77 vezes a palavra evangelho e sua forma nominal aparece no N.T. e o apóstolo Paulo usa 60 vezes em seus escritos, descrevendo a sua urgência e necessidade de ser pregada. Talvez seja por isso que imbuído nesse processo de salvação, ele tenha sido considerado o segundo maior missionário do mundo, o primeiro foi Jesus.

Evangelho: Traz as boas novas de salvação, é o anúncio da salvação que vem através de Jesus Cristo, O Salvador da humanidade. Isaías. Isaías 9:2

No N.T. As boas novas se referem ao anúncio do reino de Deus, à mensagem do perdão que Deus enviou aos homens, a mensagem sobre toda a esperança que Deus forma nos corações dos crentes. Para Paulo, as boas novas significam tudo que se relaciona com o destino e aos privilégios que Deus concede a sua igreja, incluindo os meios de salvação, perdão dos pecados, a justificação, redenção, santificação, etc

A amplitude do alcance do evangelho é “levar ao homem a uma transformação metafísica gradativamente segundo a imagem de Jesus Cristo, e isso tanto no aspecto moral (as virtudes e perfeições morais do Senhor Jesus) como em seu aspecto metafísico (a natureza essencial de Cristo, com seus poderes extraordinários sobre o mundo físico e o mundo espiritual)”. Dr Champlin.  Romanos 8:26-30

Em outras palavras, atingiremos a plenitude de Cristo, tal como Cristo é a plenitude de todas as coisas. Ef 1:23;3:19

‘Poder de Deus para a salvação’: “Entre os homens há muitas modalidades de poder:  (poder físico, poder mental, poder espiritual) mas o evangelho, em contraste, é o poder de Deus. E devemos observar que esse poder é benigno, não consistindo de mera demonstração de força. Os poderes humanos, com freqüência tendem para a miséria e a destruição, mas o poder de Deus tende para a vida e o bem-estar espirituais.

O vocábulo aqui traduzido por “…poder…” é o termo grego dunamis, de onde se deriva a nossa moderna palavra dinamite. Por essa razão é que a proclamação do Evangelho é um acontecimento que envolve poder. Deus se utiliza da vida, da morte, e da ressurreição de Cristo a fim de salvar os homens. Dr Champlin

Salvação: A idéia básica envolvida nessa verdade bíblica, é a idéia do livramento. Trata-se do livramento da tirania do pecado e da degradação da natureza decaída, juntamente com as diversas manifestações de poder que os homens, em seu estado decaído, não podem realizar.

No sentido mais amplo as palavras hebraica e grega para a salvação dão idéia de libertação, segurança, preservação, cura e perfeição: salvação é a grande palavra inclusiva do Evangelho, reunindo todos os atos e processos redentivos; tais como justificação, a redenção, a graça, a propiciação, a imputação, o perdão, a santificação e a glorificação.

O evangelho é o próprio poder de Deus para a salvação de todo aquele que crer. É o evangelho que revela a justiça de Deus e conduz à salvação todos aqueles que crêem (Rm 1:16,17). Paulo considerava o evangelho como um depósito sagrado (I Tm 1:11). Assim se sentia compelido a proclamá-lo a tempo e fora de tempo. (I Coríntios 9:16; II Tm 4:1-3)

A salvação é para quem crer, para quem tem fome e sede de Deus.  “No último dia, o grande dia da festa, levantou-se Jesus e exclamou: Se alguém tem sede, venha a mim e beba.  Quem crer em mim, como diz a Escritura, do seu interior fluirão rios de água viva.” João 7:37,38

O evangelho é poder de Deus que transforma vidas:

Regenera (Tg. 1:18). Vivifica, (Sl. 119:50). Ilumina, (Sl. 119:130). Purifica, (Sl. 119:9). Concede sabedoria, (Sl. 119:98). Santifica, (Jo. 17:17). Limpa o coração, (Jo. 15:3); Ef. 5:26. Endireita os caminhos, (Sl. 119:104). Cura os enfermos, (Sl. 107:20). Ilumina o caminho, (Sl. 119:105). Queima e quebranta. (Jr. 23:29).

A universalidade da salvação: “ Primeiro do judeu e também do grego”. A salvação é oferecida a todos os povos, etnias, tribos, nações, reinos, disso não há acepção de pessoas.

Ilust.: Dos missionários americanos que dão suas vidas para salvação das tribos indígenas da Amazônia.

A salvação não é exclusivista de um povo ou nação, ela atinge a todos, basta para tanto, crer, aceitar, e confiar. “ Quem crê e for batizado será salvo” Mc 16:15

No dia de Cristo estarão nos céus povos de todas as nações, etnias, línguas, tribos, e louvarão o Senhor eternamente: Depois destas coisas, vi, e eis grande multidão que ninguém podia enumerar, de todas as nações, tribos, povos e línguas, em pé diante do trono e diante do Cordeiro, vestidos de vestiduras brancas, com palmas nas mãos;  e clamavam em grande voz, dizendo: Ao nosso Deus, que se assenta no trono, e ao Cordeiro, pertence a salvação.” Ap 7:9-10

Justiça de Deus se revela no evangelho: é tudo o que Deus exige e aprova, e encontra-se em última análise no próprio Cristo, que cumpriu totalmente em nosso lugar, todas as exigências da lei. Através de imputação, Cristo “se nos tornou…. justiça” I Cor 1:30; Lv 25:45-52; Rm 3:26;4:6;10:4; II Cor 5:21 Fp 3:9; Tg 2:23.

Deus justifica ou declara reto, por meio da morte de seu Filho, aqueles pecadores que confiam em Cristo com verdadeira fé (3:21-26;5:10) Através desse versículo, Lutero foi impactado e compreendeu a justificação pela fé.

ATITUDE TRANSFORMADORA

“…de todo aquele que crê, primeiro do judeu e também do grego;  visto que a justiça de Deus se revela no evangelho, de fé em fé, como está escrito: O justo viverá por fé.” Rm 1:16ª-17

A palavra “crer” exprime a idéia de repousar ou apoiar-se sobre um firme fundamento: é o sentido de a palavra crer que se lê no evangelho de João 3.16. Seguida por outra preposição, a palavra significa a confiança que faz unir a pessoa ao objeto de sua fé. Portanto, fé é elo de conexão entre a alma e Cristo.

Fé no sentido bíblico significa crer e confiar. É o assentimento do intelecto com o consentimento da vontade. Quanto ao intelecto, consiste na crença de certas verdades reveladas concernentes a Deus e a Cristo; quanto à vontade, consistem na aceitação dessas verdades como princípios e diretrizes da vida.

Viver pela fé é viver na inteira dependência de Deus. “ Se a tua presença não irá comigo, não nos faça subir deste lugar.” Disse Moisés a Deus. Ex 33:15

Viver pela fé é não deixar apagar a chama da esperança. “Pois tudo quanto, outrora, foi escrito para o nosso ensino foi escrito, a fim de que, pela paciência e pela consolação das Escrituras, tenhamos esperança.” Rm 15:4,13

A Salvação de nossas almas necessita ser declarada. “Se, com a tua boca, confessares Jesus como Senhor e, em teu coração, creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo.  Porque com o coração se crê para justiça e com a boca se confessa a respeito da salvação.” Rm 10:9,10

Como essa fé é alimentada e fortalecida. E, assim, a fé vem pela pregação, e a pregação, pela palavra de Cristo.” Rm 10:17

Duas expressões nesse texto nos convencem a prosseguirmos firmes em nossa vida e relação com Deus: “ …de fé em fé…” “…e o justo viverá pela fé…”

De fé em fé, é mais bem entendido com o texto de hebreus 12:2 que diz: “…o Autor e consumador da nossa fé” essa expressão, portanto, significa que o crente dá ínicio a essa carreira justa mediante a fé, que a fé é o elemento provocador dessa partida, fazendo parte integrante da conversão, como passo inicial da regeneração, por ser obra do Espírito Santo. É de conformidade com esse mesmo principio de fé que o crente continua, pois a fé é o agente do desenvolvimento espiritual, criado e mantido pela permanência do E. S. na alma, ensinando-a a depender e continuar dependendo de Cristo, no tocante à sua vida espiritual. É provável que essa expressão também subentenda haver diversos graus de fé, mas não é essa idéia central. Antes, a vida espiritual, do principio ao fim, é uma vida de fé. Dr Champlin

“O justo viverá pela fé”, Essa palavra forma a citação extraída de Hac 2;4,  aparecendo também em Gálatas 3:11 e Hebreus 10:38, o que faz delas um norma e um conceito cristão básico. Nas páginas do A. T. essa idéia não aparece relacionada ao conceito da salvação eterna, mas está vinculada a invasão eminente de Israel das tropas babilônicas. Embora aquelas hordas terríveis do exército caldeu avassalassem o território de Israel, espalhando a destruição e a miséria, o homem de Deus, ‘o justo’, devido a sua fé em Deus, seria sustentado em meio a toda aquela agonia predita.

Essa confiança intensa em Deus, que protege e sustenta o crente sob tribulações sérias, é utilizado pelo apóstolo Paulo para aludir a fé evangélica em Jesus Cristo, num conceito mais elevado por essa fé está vinculada à salvação eterna, bem como àquela vida de fé que conduz à mesma, a qual, na realidade, é uma participação preliminar na vida espiritual. Dr Champlin

O justo viverá… A vida em contraste com a morte espiritual, e a vida no sentido de uma contínua comunhão com Deus. Do principio ao fim, viver piedosamente significa confiar em Deus e depender de sua graça.

Talvez seja esse o principio espiritual que o autor de Hebreus escreveu para advertir que o ‘justo, vive pela fé’, mesmo em face as lutas e tribulações da carreira cristã, não pode retroceder, voltar atrás na vida cristã,  é esta fé, que o levará ao reino glorioso do Senhor da Glória. “…todavia, o meu justo viverá pela fé; e: Se retroceder, nele não se compraz a minha alma.” Hebreus 10:38

Crê em Deus quando a mesa está farta, ou quando as coisas estão dando certo, é muito fácil, agora crer quando os ventos são contrários, quando os seguimentos dos acontecimentos dão contra, manter-se firme e perseverante, esperando com confiança que, no tempo devido, o Senhor mandará o suprimento e a bênção, essa é a fé que Deus se agrada.

O profeta Habacuque viveu no tempo assim: de perseguição do inimigo

(caldeus), de fome, escassez, tribulação, de luta e de dor. Buscou auxílio em Deus no lugar de oração (Torre de vigia) em busca da resposta de Deus. 2:1. Foi quando Deus lhe revelou que o justo vive pela fé. Hc 2:4

E é dele uma das maiores declarações de fé em Deus, não obstante, as lutas e dificuldades enfrentadas por causa do juízo de Deus sobre uma nação:

“Ainda que a figueira não floresça, nem haja fruto na vide; o produto da oliveira minta, e os campos não produzam mantimento; as ovelhas sejam arrebatadas do aprisco, e nos currais não haja gado, todavia, eu me alegro no SENHOR, exulto no Deus da minha salvação. O SENHOR Deus é a minha fortaleza, e faz os meus pés como os da corça, e me faz andar altaneiramente. A o mestre de canto. Para instrumentos de cordas. “ Habacuque 3:17-19

 

Pr Francisco Nascimento

About these ads

2 comentários sobre “O JUSTO VIVERÁ PELA FÉ

  1. nós que somos justificados por Cristo temos o principal e recebemos dele as bençãos por fé porque merecimento
    ninguem tem, é de graça mesmo, e pela graça de Deus, que ao contrário do homen é bom e justo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s