A ADVERTÊNCIA DE JUDAS


A ADVERTÊNCIA DE JUDAS

Imagem de advertência

“Amados, quando empregava toda a diligência em escrever-vos acerca da nossa comum salvação, foi que me senti obrigado a corresponder-me convosco, exortando-vos a batalhardes, diligentemente, pela fé que uma vez por todas foi entregue aos santos. Pois certos indivíduos se introduziram com dissimulação, os quais, desde muito, foram antecipadamente pronunciados para esta condenação, homens ímpios, que transformam em libertinagem a graça de nosso Deus e negam o nosso único Soberano e Senhor, Jesus Cristo.” Judas 3,4

O tempo do fim será um tempo de grande apostasia (desvio, afastamento) e de grande engano. Muitos se desviarão enganados e enlaçados no pecado.

Quando fala profeticamente dos últimos tempos e do caráter de muitos, o apóstolo Pedro é mais contundente: “Assim como no meio do povo surgiram  falsos profetas, assim também haverá entre vós falsos mestres, os quais introduzirão dissimuladamente heresias destruidoras, até ao ponto de renegarem o Soberano Senhor que os resgatou, trazendo sobre si mesmos repentina destruição. E muitos seguirão as suas práticas libertinas e, por causa deles será infamado o caminho da verdade;…” II Pd 2:1-22

O apóstolo Paulo também inspirados pelo  Espírito de Deus fala de como seria o proceder de muitos nos últimos dias: “Sabe, porém, isto: Nos últimos dias sobrevirão tempos dificieis; pois os homens serão egoístas, avarentos, jactanciosos, arrogantes, blasfemadores, desobedientes aos pais, ingratos, irreverentes, desafeiçoados, implacáveis, caluniadores, sem domínio de si, cruéis, inimigos do bem, tendo a forma de piedade, negando-lhe, entretanto, o poder. Foge também destes. Pois entre estes se encontram os que penetram sorrateiramente nas casas e conseguem cativar mulherinhas sobrecarregadas de pecados, conduzidas de várias paixões, que aprendem sempre e jamais podem  chegar ao conhecimento doa verdade. E, do modo por que Janes  e Jambres resistiram a Moisés, também estes resistem a verdade. São homens de todo corrompidos na mente, réprobos quanto a fé; eles todavia, não irão avante; porque a sua insensatez será a todos evidente, como Também aconteceu com a daqueles.”  II Tm 3:1-9

Judas, em sua pequena carta, fala destes homens do tempo do fim, que são escarnecedores, andando segundo as suas ímpias paixões. 17-19

CARACTERÍSTICAS PESSOAIS DOS FALSOS MESTRES E FALSOS IRMÃOS

Dissimulados em seu comportamento. Vs. 4

Pervertidos. Transformam a graça de Deus em libertinagem. Vs. 4

Negam o único Soberano e Salvador Jesus Cristo. Vs. 4

Rebeldes. Rejeitam  todo governo e difamam autoridades superiores. Vs. 8,10   “ Gracejam, das glórias celestes”  “Espírito de agressividade e revolta, expressado em palavras violentas”

A rebelião à autoridade reflete uma revolta contra a autoridade espiritual divina, uma resistência contra Deus.: “ Moisés este povo não está contra vós, mas contra mim.”

Murmuradores, de espírito insatisfeito.

Queixosos; sendo insatisfeitos, reclamam contra sua sorte e seu destino na vida.

Carnais. Andam segundo suas paixões e desejos sensuais.

Aduladores de outros por motivos interesseiros.

Promotores de divisões.

Sua boca vive propalando grandes arrogâncias.

Três exemplos negativos que nos servem de advertências:

O julgamento dos israelitas infiéis e incrédulos que caíram no deserto. Vs. 5

O julgamento dos anjos caídos. Vs. 6 “ Não guardaram o seu estado original”. “Deixaram a sua própria habitação”. II Pd 2:4

O julgamento de Sodoma e Gomorra. Vs. 7

Pecados de dissolução. Prostituição. Homossexualismo. Lesbianismo. Devassidão.

Três atitudes negativas praticadas pelos falsos irmãos que muito se assemelham a de homens no passado:

1° “ Prosseguiram pelo caminho de Caim” vs. 11

2° “ O engano do prêmio de Balaão” II Pd 2:15

Quando a nação de Israel estava nas proximidades da terra de Moabe, no deserto, envolveu-se no culto idolátrico dos Moabitas e suas práticas imorais.

(Nm 25) Este deslize foi atribuído a Balaão e pode ser este, os erros referidos por Judas.

“ Pereceram na revolta de Core”Vs. 11

A prática de pecados dos falsos irmãos  corresponde à rebelião de Coré, o grupo que se revoltou contra a autoridade de Moisés. Esta frase apóia talvez a interpretação de que no Vs. 8  refere-se à revolta contra a autoridade dos apóstolos na igreja.

Descrição negativa do caráter dos falsos irmãos em forma de metáforas:

Rochas submersas. Pastores que a si mesmo se apascentam. Águas impelidas pelos ventos. Árvores em plena estação, desprovidas de frutos duplamente mortas, desarraigadas. Ondas bravias. Estrelas errantes.

A PRESERVAÇÃO DE UMA FÉ GENUÍNA.

“ O JUSTO VIVERÁ PELA FÉ ” Hb10:38; Hc 2:4

Batalhar diligentemente pela fé. Vs. 3

Edificando-vos na vossa santíssima fé. Vs. 20 ‘ Esta fé é o alicerce sobre o qual  se deve construir a vida.”

Orando no Espírito Santo. Vs. 20  Conservar a fé e a pureza. Vs. 20,21

Guardai-vos no amor. Vs. 21 Esperando a misericórdia de nosso Senhor Jesus Cristo, para a vida eterna. Vs. 21

Compaixão para os que estão em dúvida. Vs. 22 Quando possível, devem procurar a recuperação moral e espiritual dos que estão em dúvidas.

Buscar a salvação e o livramento do dia do Juízo. Vs. 23

A CERTEZA DE GLÓRIA FUTURA E DO LOUVOR ETERNO A DEUS

O Senhor nos guardará de tropeços. Vs. 24

E nos apresentará com exultação e imaculados diante de sua glória. Vs. 24

Louvor genuíno e verdadeiro ao Deus Todo-Poderoso. Vs.25

Pr Francisco Nascimento

About these ads

Um comentário sobre “A ADVERTÊNCIA DE JUDAS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s