AS BEM – AVENTURANÇAS


AS BEM – AVENTURANÇAS

Mateus 5:1-12

“Vendo Jesus às multidões, subiu ao monte, e como se assentasse, aproximaram-se os seus discípulos; e ele passou a ensiná-los, dizendo: Bem-aventurados” .Vs.1

No Monte, nos altas montanhas sempre foi o lugar escolhido por Jesus para grandes ensinos.

Há em toda a Bíblia 73 citações que falam de bem-aventuranças. Só no Novo Testamento há 50 citações. Esta palavra é uma promessa de felicidade e prosperidade, proferida por Deus para aqueles discípulos tementes que fazem a sua vontade.

Através dessas bem-aventuranças podemos entender o caráter de Deus, seu amor para com suas criaturas e sua justiça em dar a cada um o que verdadeiramente merece.

O reconhecimento de Deus aos homens diz respeito a várias atitudes e atividades que estes realizam no dia a dia; mas, também fala de reconhecimento de grupos sociais excludentes, marginalizados, fala de povos, nações que temem a Deus.

Vejamos alguns destes reconhecimentos:

SL 1: 1,2 = “Bem-aventurado o homem que não anda no conselho dos ímpios, não se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na rodas dos escarnecedores; antes o seu prazer está na lei do Senhor e nela medita de dia e de noite”.

  • SL 32: 1 = “Bem-aventurado aquele cuja iniqüidade é perdoada”.
  • SL 33: 12 = “Bem-aventurada a nação cujo Deus é o Senhor”.
  • SL 40: 4 = “Bem-aventurado o homem que põe a sua confiança no Senhor e não pende para os arrogantes”.
  • SL 41: 1= “Bem-aventurado o que acode o necessitado”.
  • SL 84: 4,5 = “Bem-aventurados, Senhor, os que habitam em tua casa. Bem-aventurado o homem cuja força está no Senhor”.
  • SL 112: 1 = “Bem-aventurados, os que guardam a retidão, e o que pratica a justiça em todo o tempo”.

No livro de Apocalipse as Bem-aventuranças dizem respeito a nossa vida pós-morte:

  • AP. 14: 13 = “Bem-aventurados os mortos que morrem no Senhor. Porque descansarão de suas fadigas”.
  • AP 19: 9 = “Bem-aventurados aqueles que são chamados à ceia do Cordeiro”.
  • AP 20: 6 = “Bem-aventurados são os que participam na primeira ressurreição”.
  • AP 22: 14 = “Bem-aventurados aqueles que lavam as suas vestiduras no sangue do Cordeiro, para que lhes assista o direito à árvore da vida, e entrem na cidade pelas portas”.

A NATUREZA DO CARÁTER CRISTÃO

Muito mais do que falar de bem-aventuranças é falar do porquê um bom comportamento é reconhecido e honrado por Deus.

O mundo em que vivemos é o do desvalor, da mediocridade e o de levar vantagens sobre tudo e a todos. Os que são reconhecidos e louvados são os corruptos, ladrões, os desonestos. Os íntegros, os sinceros são tidos como tolos, bobos, lesos e abestalhados.

Discurso de Rui Barbosa No senado Federal: “De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto”.

(Triunfo das nulidades; Obras Completas de Rui Barbosa.   V. 41,  t. 3, 1914. p. 86)

Deus é justo juiz e sabe reconhecer e dar honra aos que persistem andando nos padrões por Ele exigidos conforme a Sua Palavra.

As bem-aventuranças, como são geralmente chamadas, são descrições numa forma exclamatória das qualidades que devem ser encontradas, todas elas, e de fato o são, em vários graus, na vida dos que se submetem ao domínio soberano de Deus. Elas são também umas declarações das bênçãos que já experimentam em parte e que irão gozar mais plenamente na vida futura todos os que revelam tais virtudes.

O sermão do monte trata da ética absoluta do reino de Deus; “conseqüentemente, qualquer pessoa que se diga filho de Deus, ou que diz conhecê-lo, ou pertencer ao seu reino, ou ser membro de seu corpo, a igreja; em suma, todos aqueles em que seja notória a ausência destas qualidades, é mentiroso e não conhece a verdade”. Russel Champlim

Os reconhecimentos das qualidades e das virtudes, dos que produzem frutos dignos de filhos de Deus, é externado por Jesus neste sermão.

O sermão do monte nos mostra como estão nossos frutos espirituais. Trata-se de uma radiografia de nosso interior, e é uma identificação de nosso passaporte para os céus.

As oito “Bem-aventuranças…” de Mt cinco, descreve o caráter, o valor e a honra de pertencer ao reino de Deus.

  • “Bem-aventurados os humildes de espírito, porque deles é o reino dos céus”.

‘ São aqueles que reconhecem de coração ser pobres no sentido de não poderem realizar nenhum bem sem assistência divina e que não têm nenhum poder em si mesmos que os ajude a fazer o que Deus requer deles.’

  • “Bem-aventurados os que choram, porque serão consolados”.

‘São os que lamentam tanto os seus próprios pecados e falhas, como o mal tão preponderante no mundo, causando tanto sofrimento e miséria. A simpatia que nasce desta lamentação traz consolação desde agora para aqueles que a praticam. ’

  • “Bem-aventurados os mansos, porque herdarão a terra”.

‘São aqueles que se humilham diante de Deus por reconhecerem sua total dependência dele. Como conseqüência são gentis no trato com os outros.”

  • “Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque serão fartos”.

‘São os que, por ansiarem por ver o triunfo final de Deus sobre o mal e o seu reino plenamente estabelecido, anseiam também por fazer eles próprios o que é justo e reto.’

  • “Bem-aventurados os misericordiosos, porque alcançarão misericórdia”.

‘São os que se acham indignos das misericórdias de Deus e que, não fosse por essa misericórdia eles não seriam apenas pecadores, mas pecadores condenados.

  • “Bem-aventurados os limpos de coração, porque verão  Deus”.

‘São os que são livres da tirania do ‘eu dividido, ’ e que não ficam tentando servir a Deus e ao mundo ao mesmo tempo. ’

  • “Bem-aventurados os pacificadores, porque serão chamados filhos de Deus”.

‘São os que estão em paz com Deus, que é o ‘autor da paz e apreciador da concórdia; são também os que se mostram verdadeiramente filhos de Deus, esforçando-se para aproveitar qualquer oportunidade que se lhes abra para efetuar a reconciliação entre aqueles que estão em desavença.’

  • “Bem-aventurados os perseguidos por causa da justiça, porque deles é o reino dos céus”.

‘São os que sofrem perseguições por sustentarem um testemunho eficaz, seguindo os padrões divinos da verdade, justiça e pureza, recusando-se se ajustar ao paganismo ou a curvar-se perante os ídolos que os homens erguem como substitutos de Deus. ’

Vendo Jesus as multidões, subiu ao monte, e como se assentasse, aproximaram-se os seus discípulos; e ele passou a ensiná-los, dizendo: Bem-aventurados” Mt 5:1ss.

Deus é justo juiz e sabe reconhecer e dar honra aos que persistem andando nos padrões por Ele exigidos conforme a Sua Palavra.

O sermão do monte trata da ética absoluta do reino de Deus. Este sermão nos mostra de como estão nossos frutos espirituais. Trata-se de uma radiografia de nosso interior, e é uma identificação de nosso passaporte para os céus.

Feliz o dia em que o Senhor dirá àquele que fez a vontade Dele: ‘Muito bem servo bom e fiel; foste fiel no pouco, sobre o muito te colocarei: entra no gozo do teu senhor.’ Mt:25:23

Pr Francisco Nascimento

About these ads

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s